C

ada gato tem uma personalidade e uma forma de demonstrar como aprecia nossa companhia. Alguns gostam de ficar mais pertinho, nos seguem pela casa, não dispensam um colo. Outros preferem interagir só na hora da brincadeira. Há aqueles mais curiosos, outros mais reservados. Seja qual for a preferência do seu gatinho, uma coisa é certa: os felinos têm necessidades e limites na convivência com os humanos. Veja agora algumas formas simples de prevenir problemas e tornar a relação com os gatos mais positiva, tranquila e feliz.


1. Não force o contato, espere ele dar o primeiro passo. Mesmo que seja um gatinho que conviva com você há anos, nunca agarre-o ou force a ficar no seu colo. Mostre que ele pode sair quando quiser, isso gera confiança. Descubra os “pontos fracos”, ou seja, os locais do corpo em que ele mais gosta de ser tocado, como atrás das orelhas, queixinho e bochechas.


2. Faça com que ele se sinta o “rei da casa”, com recursos múltiplos e acessíveis. Comedouros, bebedouros, caixas de areia, arranhadores, tocas e superfícies elevadas devem estar distribuídos em vários cômodos. Um ambiente otimizado ajuda o gatinho a se sentir seguro e confiante, especialmente se ele divide a casa com outros animais.


3. Setorize: a água deve estar separada da comida e as duas devem estar bem longe da caixa de areia.


4. Aprenda a língua do gato: cauda, olhos, orelhas e bigodes são termômetros de um gatinho relaxado/receptivo ou incomodado/com dor, por exemplo.


5. Banhos e roupinhas/acessórios são desnecessários e podem trazer muito estresse ao seu gatinho. Deixe que ele mesmo cuide de sua aparência!


6. Promova momentos diários de brincadeiras que simulam a caça, com varinhas e bolinhas. Reserve pelo menos 30/40 minutos e distribua em dois ou mais momentos ao longo do dia. Ao final, ofereça um alimento úmido ou petisco como recompensa pela caça bem sucedida. E lembre-se: cada gatinho deve receber atenção individual!


7. Sempre apresente novos estímulos de forma gradual e com associações positivas. Escovação, caixa de transporte, cortador de unhas, novos animais, novos humanos: esses são alguns exemplos de novidades que devem ser apresentadas com cuidado.


8. Treine seu gato! Gatos são muito inteligentes e capazes de aprender truques e habilidades que funcionam como estímulo mental, melhoram a comunicação entre vocês e também ajudam na hora de tomar uma medicação ou visitar o veterinário.


9. Está pensando em adotar um novo gatinho? PREPARE-SE ANTES, informe-se. Busque ajuda de um profissional de comportamento felino ou do seu veterinário de confiança.


10. Problemas físicos, como dores e doenças, afetam o comportamento do gato e podem afetar a relação entre vocês. Faça consultas preventivas e mantenha a saúde do seu amigo sempre em dia.

Postado em
October 7, 2021
na categoria
Comportamento

Mais artigos em:

Comportamento

ver todos