A

nimais de rua. Muitos nasceram nessa condição, outros se perderam e outros, ainda, foram descartados como se fossem um objeto simples de se desfazer. Com certeza, você já se deparou  com um cachorrinho ou gatinho nas ruas, rasgando sacos de lixo, quem sabe até invadindo seu quintal para pegar um pouco de comida. Mesmo que já se tornando praticamente parte da paisagem e despercebidos por alguns, existe um dia separado para eles. O dia 04 de abril chama toda a nossa atenção para esses animaizinhos. 

4 de abril: criação e motivo

Várias organizações protetoras de animais da Holanda se reuniram em 4 de abril de 2010 para a Primeira Conferência Holandesa de Animais de Rua com intuito de discutir sobre a situação de vários animais em situação de rua.

Mesmo ainda não sendo uma data oficial, muitos lugares já a utilizam para a conscientização de como os animais de rua vivem e refletir o que pode ser feito para ajudá-los. Algumas organizações aproveitam o dia para promover eventos e campanhas com objetivo educativo/informativo de conscientizar que todos têm direito a cuidados e promovem adoções de alguns animais de rua.

4 de abril: importância

Estima-se que existam cerca de 600 milhões de animais que vivem nas ruas. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), no Brasil são cerca de 30 milhões os que vivem em situação de vulnerabilidade, sendo 10 milhões gatos e 20 milhões cachorros. 

É importante ressaltar que o abandonar um animal é um ato de maus-tratos e crueldade, e de acordo com a Lei Federal nº 9.605/98, esses termos são reconhecidos como qualquer ação que traga dor e sofrimento aos animais, tendo uma pena mais severa quando se trata, principalmente de cães e gatos.

Os cães e gatos, tanto os que nasceram, os que se perderam ou foram abandonados, correm muitos riscos morando na rua. Eles podem sofrer pela falta de comida necessária, pelo calor ou frio extremos, ficam susceptíveis a doenças, atropelamentos e mesmo a pessoas cruéis.

Não são apenas os animais de rua que são prejudicados. Eles podem causar um desequilíbrio do ecossistema ao caçarem animais silvestres de áreas protegidas, além de serem portadores e transmissores de doenças para animais silvestres e seres humanos, já que são restritos ao direito de serem vacinados, vermifugados etc.

Por isso, no dia 4 de abril, é levantada essa bandeira. Os cães e gatos de rua são animais que querem e precisam de carinho, amor e respeito. A conscientização sobre cuidado, adoções e qualquer tipo de ajuda que esses animais precisam é necessária e muito importante.

4 de abril: adoção/compra

Quando se decide ter um animal em casa, é preciso entender que são seres vivos, não objetos. Cães e gatos são vidas. A vida deles passa a ser sua responsabilidade. E, portanto, deveres serão exigidos: nutrição adequada, vacinas, controle de endoparasitas (vermes) e ectoparasitas (pulgas e carrapatos), consultas veterinárias, carinho, atenção (um resumo!).

Então, antes de qualquer decisão avalie: 

  • Tempo de vida médio que vive;
  • Características e comportamento;
  • Espaço físico que o animal precisa;
  • Tempo disponível; 
  • Condições econômicas para prover o que precisar; 
  • Lugares que poderá socorrer, se preciso (ONG’s, por exemplo).

4 de abril: como ajudar

Aqui vai uma lista do que você pode fazer:

  • Ajudar em resgates (apoio financeiro, dar lar temporário etc);
  • Apadrinhe um animal de rua (leve-o para vacinar, castrar, fazer um check-up);
  • Apoiar ONG’s e outras entidades através de doações (dinheiro, rações, tempo para ajudar nos cuidados etc);
  • Compartilhar sobre o assunto em redes sociais;
  • Denunciar casos de abandono e maus-tratos;
  • Fornecer água limpa e ração para animais de rua;
  • Promover e/ou participar de campanhas de adoção.

Se mobilizar por essa causa e conscientizar outras pessoas é um ato de amor e cidadania!

Além de atuarmos na conscientização sobre a importância do cuidado com os animais de rua, nós conseguimos te ajudar no controle da saúde do seu pet.  Faça seu cadastro aqui e veja como é fácil. Ah! É gratuito!

Postado em
April 4, 2022
na categoria
Notícias e Curiosidades

Mais artigos em:

Notícias e Curiosidades

ver todos