T

er um pet em casa ajuda na saúde mental?


Alguns estudos narram que ter um pet em casa pode ajudar o tutor a lidar melhor com a ansiedade, a depressão e o estresse. Segundo as pesquisas, uma série de fatores podem fazer com que a presença dos pets cause uma sensação de bem-estar que vai ajudar a pessoa a lidar com esses sintomas no dia-a-dia. 


Na Universidade de Toledo, nos Estados Unidos, foi conduzida uma pesquisa que revelou um fato muito curioso: pacientes com depressão e ansiedade tiveram melhorias significativas em sua saúde mental um ano após a adoção de um pet.


Conhecida como TAA, a Terapia Assistida por Animais vem se popularizando desde os anos 90 aqui no Brasil. Esse método reafirma que os pets podem ajudar no tratamento de transtornos mentais e já é uma realidade na ciência médica.


Nesse tipo de terapia, quando o foco está na ansiedade e na depressão, por exemplo, os cães são treinados para ajudarem os humanos a melhorar sua saúde mental através de alguns exercícios diários.


Importante: fazer um acompanhamento transversal com diferentes profissionais é o que torna o tratamento eficaz. O pet irá te ajudar nesse caminho, mas é indispensável o acompanhamento psicológico e de outros profissionais, cãobinado?


Agora é hora da famosa listinha! Confira 5 sinais que os pets melhoram nossa saúde mental.


1) Eles são companheiros de todas as horas


Está comprovado que os pets ajudam no sentimento de solidão. Os animais são grandes companheiros do ser humano e estarão dispostos a acompanhá-lo. 

Por isso, como o sentimento de solidão pode aparecer nos quadros ansiosos e depressivos, ter a companhia de um pet pode ajudar o tutor a não se sentir totalmente só e, inclusive, a atenuar esse sentimento.


2) Você terá bons motivos para sorrir


Vai me dizer que aquela rotina brincalhona não é um bom motivo para sorrir? Ao conviver com um pet, as pessoas passam a ter um olhar sensível sobre essa vida que está sendo compartilhada e, assim, a celebrar conquistas também.


3) Os passeios se tornarão rotina


Os tutores são mais estimulados a fazerem passeios e a movimentar-se. É comum em alguns quadros ansiosos e depressivos que a pessoa sinta certa indisposição para esse tipo de programa. Ter um pet em casa faz com que o tutor encare isso! 

Na medida do possível, com um passeio aqui, outro acolá, o tutor vai se acostumando novamente com passeios pela vizinhança e pode, inclusive, ter uma melhoria em sua socialização com outras pessoas e com o mundo a sua volta.


4) Prepare-se para receber muito carinho!


É cientificamente comprovado que, quando recebemos carinho, liberamos serotonina e dopamina: substâncias no cérebro que trazem felicidade para os nossos dias.

Como a convivência com animais estará muito ligada ao carinho e ao companheirismo, prepare-se para receber demonstrações de afeto do seu pet no cotidiano e, consequentemente, sentir os impactos físicos e mentais desses pequenos atos em sua rotina.


5) Uma vida para compartilhar


Ao adotar um pet, o tutor passa a dividir um pouco de sua vida com ele e vice-versa. Por isso, não pense que você terá isenção de responsabilidades, certo? Você precisará cuidar, dar atenção e amor ao animal, o que ajuda no exercício da empatia e no cultivo de bons sentimentos.

Como podemos ver, ter um cão ou gato em casa pode ser algo realmente transformador! Os animais, além de grandes companheiros, trazem alegria para nossa vida e para nossa casa, ajudando a passar por momentos difíceis e desafiadores. 


Esperamos que tenha curtido o artigo e, caso tenha alguma dúvida, é só mandar pra gente!

Postado em
February 7, 2022
na categoria
Notícias e Curiosidades

Mais artigos em:

Notícias e Curiosidades

ver todos