O

O check-up é algo muito importante para a saúde dos pets. Mesmo que o seu bichinho não esteja doente, essa atenção adicional é muito importante! Isso porque nossos pets não conseguem dizer o que estão sentindo e, em algumas enfermidades, os sinais clínicos podem surgir tardiamente, tornando o tratamento mais difícil e, às vezes, até impossível, infelizmente. 

Anamnese e exame físico


A anamnese é um bate papo entre o tutor e o veterinário, no qual serão passadas todas as informações possíveis sobre o animalzinho, como idade, se já teve alguma doença, quais medicamentos já usados, vacinação e vermifugação em dia, se convive com outros animais, qual a alimentação, se bebe água com frequência, entre outros dados.

Depois é realizado o exame físico, também chamado de clínico. O que acontece nesse tipo de exame: é observada a coloração das mucosas (nos olhos, na boca e genitais), é testado o TPC (tempo de preenchimento capilar - observar a perfusão sanguínea, ou seja, o fluxo sanguíneo), observar se a boca está com algum machucado e se os dentes estão bons, verificar os linfonodos (se estiverem maiores, pode significar que o pet está passando por alguma infecção), auscultar coração e pulmão, é feita a palpação abdominal (verificar se o pet vai sentir um desconforto ou demonstrar dor), verificar o andar do pet, aferir a temperatura, avaliar os olhos (se não tem inflamação, úlcera de córnea). Caso identifique algo, passa a ser feito exames clínicos mais específicos (sistema neurológico, locomotor, oftálmico, dermatológico e assim por diante). 


Após a anamnese e o exame clínico, a próxima etapa são os exames complementares.


Exames laboratoriais


O principal exame é o de sangue. Para a avaliação do sangue são usados, principalmente, em dois tubos: o vermelho e o roxo. O primeiro, é chamado de bioquímico e o segundo, hemograma. Neles serão observadas as células do sangue (hemácia, hemoglobina, linfócitos, monócitos, neutrófilos etc), enzimas (creatinina, ureia, ALT, fosfatase alcalina etc)


No hemograma é possível averiguar se o pet tem:

  • Anemia - regenerativa ou arregenerativa
  • Alteração nas plaquetas - indício de algum problema na medula, doenças infeciosas
  • Células de defesa estão altas - infecção recente ou antiga
  • Células de defesa baixas - imunossupressão acontecendo

No bioquímico é possível averiguar se o pet tem:

  • Problemas renais
  • Problemas hepáticos


Outro exame importante e que deve ser realizado com mais frequência é o de urina. Ele dá uma luz maior ao funcionamento renal. É possível observar se o pet está eliminando proteínas, sangue oculto, glicose, avaliar o pH, a densidade.


A partir dos resultados mais o que foi observado na parte clínica, o veterinário vai correlacionando possíveis doenças e o que deve ser feito, como testes específicos e o tratamento que deve ser realizado.

Exames de imagem


Os principais são:

  • Ultrassom abdominal: é avaliado o tamanho dos órgãos, se existe espessamento das paredes, se há formações que não deveriam estar ali, como tumores, se os órgãos estão nos locais corretamente anatômicos etc.
  • Radiografia: esse exame é um dos principais usados na triagem, já que é mais barato e é possível averiguar:

1) patas: fraturas, tumores, problemas articulares (não é possível ver a articulação, mas é possível ver a diminuição do espaço entre os ossos etc;

2) coluna: semelhante às patas, consegue identificar fraturas, problemas nos discos intervertebrais etc;

3) tórax: silhueta cardíaca (se está maior, menor, está sendo tampado por algo), os pulmões (ex: pneumonia, bronquite), a traquéia (está sendo empurrada por um coração grande, está fechada), esôfago (ex: megaesôfago) etc;

4) abdômen: consegue verificar se há objetos estranhos que os pets podem ingerir, principalmente cães, se intestino está muito cheio, posição anatômica dos órgãos, quantos filhotes a fêmea está esperando etc.

  • Ecocardiograma: esse é mais usado em cães mais velhos e se já foi identificada alguma alteração no coração. Esse exame é muito semelhante ao ultrassom, porém o equipamento é especializado para ver as estruturas do coração especificamente.

Quando devo começar a fazer o check-up?


O ideal é que seu cão e gato passem a fazer um check-up  o mais cedo possível. Desde filhote, pois, com o passar da idade, as doenças vão surgindo.


Em filhotes - adultos, é recomendado que seja realizado um check-up uma vez ao ano. Já em animaizinhos de meia idade - velhinhos, o ideal é que os check-ups sejam realizados duas vezes ao ano e já podendo acrescentar mais exames (endócrinos, o ecocardiograma como foi citado, entre outros).

Se por um acaso o seu bichinho apresentar algum problema de saúde antes do check-up, não se detenha e leve-o para ser consultado. Mas o check-up poderá te trazer tranquilidade e garantir mais tempo e mais qualidade de vida para o seu animalzinho. O check-up nunca será um gasto. Ele é um investimento na saúde do seu pet amado!

Para te ajudar com os cuidados do seu pet, faça seu  cadastro no assistente virtual Guiavet. Nós te ajudamos a lembrar datas importantes de vacinação e medicação contra parasitas através de e-mail e sms. É rápido, prático e totalmente gratuito!

Postado em
February 3, 2022
na categoria
Saúde

Mais artigos em:

Saúde

ver todos