S

e você é tutor de primeira viagem ou sempre levou seu animal ao pet shop, este post será muito útil. Afinal, como dar banho em cachorro? A higiene dos nossos bichos é importante, mas há um jeito certo de fazer isso sem gerar perigos à saúde. Vou falar um pouco sobre o banho chamamos de cosmético, aquele que dado em casa ou em pet shops. O banho terapêutico, prescrito pelo veterinário, é outra história.

Vamos lá! O banho é importante, pois com o passar dos dias, nossos cães ficam com sujeira acumulada de passeios, do chão e até da saliva. Mesmo que o animal não se lamba com tanta frequência, ele dá lambidinhas para se limpar, o que deixa um cheiro mais forte.

Sempre me perguntam no consultório qual a frequência de banho ideal. E eu respondo: depende! Algumas raças, principalmente as de porte grande e pelagem muito densa, podem requerer banhos mais espaçados pela dificuldade de lavar e secar toda sua pelagem adequadamente. Outras raças, por estarem dentro de nossos apartamentos e até em nossas camas, podem precisar de banhos mais frequentes.

Geralmente, eu diria ser satisfatório dar banhos semanais ou quinzenais nos animais que vivem em casa. No de quintal, aconselho banhos quinzenais a mensais. Os cachorros de sítio e fazenda podem ser banhados mensalmente ou a cada 2 meses. Tudo vai depender, claro, do quanto estão sujos.


Preparando para o banho

Vamos precisar de um sabonete ou shampoo de qualidade e apropriado para o animal. Há produtos específicos para filhotes, pelagem clara, escura, entre outros. O mais importante é que seja de boa marca e de uso veterinário.  

Evite usar produtos humanos, a menos que o veterinário recomende, pois a maioria possui características muito diferentes das necessidades da pele do animal, podendo inclusive prejudicá-lo. Um bom condicionador também é legal para garantir maciez, brilho e facilitar o desembaraço dos pelos, especialmente nas raças de pelagem longa.


E detalhe fundamental: no banho, os ouvidos não precisam e não devem ser manipulados! "Como assim, doutora? Não tenho que limpar o ouvido do meu cão?". Eu te digo: mil vezes não. No banho comum, o máximo que deve ser feito é a secagem das orelhas.

Passo a passo: como dar banho em cachorro

Certifique-se de ter tudo à mão e estar em um local seguro para o pet. Tapete de borracha pode ser uma boa pedida para evitar quedas, principalmente nos cães velhinhos ou com problemas articulares. A água do banho deve ser morna. Nos dias de muito calor, pode estar na temperatura ambiente. Nunca molhe seu cachorro com água muito quente ou gelada.

Dilua o shampoo antes de iniciar o banho. Aplicar na pelagem o shampoo concentrado pode gerar dermatites, que são alergias na pele. A diluição pode ser feita numa garrafinha de água mineral ou aquelas garrafas squeezes, muito usadas na academia. Isso ajuda, inclusive, a economizar o produto: em média, o uso do shampoo concentrado gasta de 50ml a 70ml em um cão de pequeno ou médio porte. Ao diluir, o gasto cai para de 20ml a 30ml por banho. É muita economia!

Após diluir o shampoo, aplique gradualmente na pelagem molhada e massageie bem, fazendo bastante espuma. Cuidado com os olhos do pet e, ao enxaguar, seja bem criterioso(a). Enxágue até não haver mais resíduo nenhum de shampoo para evitar as dermatites. Logo em seguida, aplique um pouco de condicionador. Espalhe nas mãos e, depois, na pelagem superficialmente. Massageie e enxágue abundantemente.

Seque bem o animal com toalhas macias e secador morno a frio. Na temperatura alta, nem pensar: pode queimar o animal ou gerar ressecamentos na pele. Também não deixe ele úmido. Passe a mão na pelagem várias vezes e se certifique de que nenhum local ficou molhado. Seque as orelhas externamente e pronto.

Ah, recompense seu cãozinho após o banho com um passeio ou petisco saudável.

Ao terminar de secar o animal, utilize uma toalhinha macia ou algodão (um grande chumaço) para secar EXTERNAMENTE as orelhas. Nada de secar dentro dos ouvidos e muito menos com cotonetes, pinças ou produtos, mesmo que próprios para ouvidos, ok? A limpeza dos ouvidos só é feita nos animais em tratamento para doenças de pele e, mesmo assim, somente com a devida orientação do veterinário. Essa limpeza feita desnecessariamente pode agravar ou ocasionar sérias lesões nas orelhas.


E aí, gostou do conteúdo? A Guiavet pode te ajudar com todas as suas dúvidas. Faça o cadastro do seu pet e nos envie uma mensagem.


Postado em
March 11, 2021
na categoria
Guias

Mais artigos em:

Guias

ver todos