A

o contrário do que muita gente pensa, os gatos são sim carinhosos, mas você deve se aproximar com cautela e esperar o tempo deles, pois são animais que não gostam de ter seu espaço invadido. Leve em consideração a personalidade de cada gato, que é bastante diferente - existem os mais sociáveis e os mais ariscos.


Na imagem você vê em azul, locais onde seu gatinho vai gostar de ser acariciado. Em vermelho zonas que definitivamente não são agradáveis e ao manipular você irá irritá-lo. Em verde são locais mais neutros:




A melhor coisa a se fazer é se aproximar lentamente e intensificar o contato aos poucos à medida que vocês se conhecem! Seguem algumas boas práticas:

  • Espere ele se aproximar de você.
  • Faça carinho no sentido do pêlo.
  • Não dê tapinhas nem belisque.
  • Sem punição ou briga se ele não deixar que você faça carinho, é uma questão de tempo e paciência!
  • Fique atento aos sinais de desagrado e pare se observar algum deles: ele vai tentar se afastar, tensionar o corpo, orelhas para trás, cauda balançando, corpo arqueado, rosnados, tapas ou mordidas.
  • Não faça movimentos bruscos e não insista.
  • Use reforços positivos: voz suave ou petiscos.
  • Evite manipulá-lo quando ele está dormindo, relaxando ou distraído.


E sim, as "boas práticas do carinho" são diferentes para cães e gatos, portanto fique ligado para os próximos posts onde vamos explicar como funciona para os cães.

Lembre-se que nada substitui a orientação de um profissional que irá entender o seu caso especificamente, portanto, não hesite em procurar um.

Postado em
May 25, 2021
na categoria
Guias

Mais artigos em:

Guias

ver todos