G

atos são animais estritamente carnívoros. Isso significa que a base alimentar deve ser proteínas de origem animal. No entanto, é possível que você já tenha se perguntado: gatos podem comer outra coisa? O que os gatos podem comer além da ração? Gato come frutas? De fato, frutas são uma boa opção de petiscos! Mas, tudo com parcimônia e verificado com o veterinário. Continue lendo e veja as 11 frutas que os gatos podem comer.

Necessidade nutricional de gatos

Antes de descobrir as frutas que os gatos podem comer, é importante você entender sobre as necessidades nutricionais do seu bichano. Querer mudar um pouco o cardápio dos pets é normal, e está tudo bem, mas quando pensamos em gatos, eles possuem peculiaridades que precisam ser consideradas. Os nutrientes são muito importantes, pois colaboram na imunidade, na reparação e síntese de tecidos, ou seja, atuam diretamente na saúde dos animais.

  • Proteína e aminoácidos

Os gatos são metabolicamente adaptados a utilizar proteína como fonte de energia e fazer a manutenção da concentração de glicose no sangue. Gatos têm uma necessidade proteica bem maior se comparada  à de cães e humanos. Enquanto cachorros precisam de 12% e humanos 8% de proteína, os bichanos têm uma exigência nutricional proteica de 29%. Bastante, não é mesmo?

  • Carboidratos e açúcares

Os gatos precisam de carboidratos, porém em pequenas quantidades, e toda a sua fisiologia é preparada para isso. Eles não produzem amilase (enzima que quebra o carboidrato) para salivar, como os humanos, e isso faz com que a digestão do carboidrato comece apenas no estômago. Além disso, produzem níveis menores de amilase pancreática e amilase intestinal. Com isso, a digestão de carboidrato não é muito eficiente. Os gatos também não precisam de frutas para suprir suas necessidades nutricionais. Isso é explicado pela falta da produção de frutoquinase (enzima que quebra o açúcar das frutas), impedindo que os gatos usem a glicose de forma eficiente.

  • Gordura e ácido graxo

Os gatos conseguem digerir muito bem a gordura e a utilizam como fonte de energia também. Além disso, a gordura serve para melhorar a palatabilidade e aceitação dos alimentos. Dietas ricas em gordura de origem animal fornecem ácidos graxos essenciais (ácidos que o organismo não produz, mas precisa para um bom funcionamento), como linolênico, linoleico e ácido araquidônico. O gato não consegue produzir o ácido araquidônico a partir do linoleico, por isso ele precisa da gordura de origem animal. Outros aminoácidos que são necessários suprir na dieta de gatos são a arginina e a taurina. A taurina é fundamental para o funcionamento dos sistemas do organismo.

  • Vitaminas

Gatos não conseguem produzir:

  1. Vitamina A: não possui o precursor carotenoide.
  2. Vitaminas do complexo B: tiamina (B1), cobalamina, niacina e as outras.
  3. Vitamina D: não tem o precursor na pele, como nós.

Cuidados para oferecer frutas para gatos 

Antes de oferecer uma fruta, existem alguns pontos que você deve considerar:

  • Adapte antes de oferecer 

Você já deve ter oferecido algo para seu gato adulto, mas ele cheirou e não comeu. Isso é muito comum, pois os bichanos selecionam muito seu alimento. Caso ele não esteja acostumado, é difícil, mas não impossível, aceitar algo novo. Então, o melhor é oferecer desde filhote, para que crie o hábito e o gosto de comer algumas frutas. Se for dar para um gatinho já adulto, faça aos poucos, pois pode causar problemas gastrointestinais.

  • Consulte um veterinário

Se você estiver pensando em oferecer frutas para seu gato, o ideal é que busque ajuda de um veterinário especialista em alimentação. Assim, ele poderá avaliar qual a dieta mais adequada, além de indicar a quantidade correta para não causar obesidade ou até para que seu pet não largue a ração devido ao novo paladar. Outro motivo é que, caso o gato tenha alguma doença, como diabetes, o fornecimento de frutas pode ser prejudicial.

  • Respeite o gato

Mesmo que o veterinário libere oferecer frutas para seu gatinho, se ele não quiser, não force.

  • Observe seu gato 

Após oferecer frutas para seu gato, fique atento aos sinais. Se seu bichano apresentar episódios de vômito, diarreia ou algum sinal de alergia (caroços pelo corpo, focinho inchado etc), você deve levá-lo ao veterinário.  

Dicas antes de dar frutas que gatos podem comer

Sabia que as frutas podem ter partes que fazem mal para os gatinhos? Aqui, estão alguns cuidados e dicas de como você deve oferecer frutas para seu bichano: 

  1. Escolha frutas que tenham bastante água;
  2. Prefira as frutas que não são tão doces; 
  3. Retire folhas, sementes, casca e talo, pois o animal pode engasgar ou até ter uma indigestão. As sementes possuem uma substância tóxica para gatos chamada cianeto;
  4. Ofereça frutas esporadicamente, como petiscos e recompensas, porque os gatos não possuem o organismo adaptado para processar o açúcar;
  5. Corte a fruta em pequenos pedaços, do tamanho da ração;
  6. Preste atenção na quantidade: as frutas devem ser, no máximo, 10% da alimentação geral;
  7. Não ofereça mais de um tipo de fruta no mesmo dia.

Que frutas gatos podem comer?

As frutas têm se tornado muito populares como petisco natural. Elas são saborosas e fazem sucesso em dias muito quentes. Mesmo não sendo uma necessidade nutricional, são boas aliadas, desde que sejam seguidos os cuidados para oferecê-las. As frutas podem ajudar muito os bichanos que não costumam beber muita água, já que possuem uma alta quantidade de água em sua composição. Confira abaixo a lista de que frutas que gatos podem comer: 

  1. Banana

A banana possui potássio, nutriente que ajuda na saúde do coração e rins dos gatos. Ela também suporta a sensação de saciedade, podendo ajudar bichanos em processo de emagrecimento. O problema da banana é que ela tem alto teor de açúcar e carboidrato. Por isso, deve ser dada em pequenas quantidades.

  1. Coco

A água de coco tem baixa quantidade de açúcar e pode ser oferecida congelada, como um sorvete. Cai super bem em dias quentes, não é mesmo?

  1. Damasco

O damasco é uma boa fonte de betacaroteno (antioxidante), fornece 50% de vitamina A e tem propriedades anticancerígenas.

  1. Maçã

A maçã não possui muito açúcar nem gordura. Ela tem vitaminas A e C, além de alto teor de fibra, colaborando no controle de peso e ajudando na regulação do trânsito gastrointestinal. É muito indicada para gatos acima do peso, pois ajuda no metabolismo. 

  1. Mamão

O mamão temi fibras que podem ajudar no trato gastrointestinal. Um pedaço de ⅛  de um mamão pequeno é mais que suficiente para deixar seu felino feliz.

  1. Manga

A manga é uma ótima opção para os gatos, possui alto teor de vitaminas A, B e C, fibras e minerais.

  1. Melancia

A melancia contém muita água (mais de 90%), hidratando bem os gatinhos. Além disso,  tem vitaminas A, B6 e C e potássio, ajudando nas funções musculares.

  1. Melão

O melão também possui muita água em sua composição, além de vitaminas A, B e C, ajudando na redução de processos inflamatórios.

  1. Mirtilo

Também conhecida como blueberry, essa fruta é cheia de propriedades antioxidantes. O mirtilo ajuda no índice glicêmico, diminui problemas cardiovasculares, melhora a visão dos gatos e previne o envelhecimento e infecções urinárias.

  1. Morango

O morango é uma fruta rica em vitamina C, potássio, magnésio e água. Com esses nutrientes, o morango evita a formação de radicais livres, ajuda no sistema cardíaco, colabora na atividade cardíaca e cerebral, regula o trato digestivo, hidrata o gato e fortalece o sistema imunológico.

  1. Pera

Rica em fibras, vitaminas A e C e água, a pera fortalece o sistema imunológico. Tem uma quantidade maior de açúcar, por isso precisa ser oferecida em pequenas quantidades.

Mesmo conhecendo as frutas que gatos podem comer e sabendo que elas possuem muitos nutrientes que podem ajudar na saúde dos bichanos, não se esqueça de que a base da dieta dos gatinhos deve ser a proteína de origem animal.

Frutas que gatos não podem comer

As frutas são uma boa opção de petiscos quando se quer diversificar a dieta dos gatinhos. Entretanto, nem todas fazem bem para os felinos. Frutas cítricas e ácidas, por exemplo, podem causar danos na parede do estômago. Veja abaixo as frutas que gatos não podem comer:

  1. Abacate;
  2. Abacaxi;
  3. Carambola;
  4. Kiwi;
  5. Laranja;
  6. Limão;
  7. Uva.

Quando ingeridas, essas frutas podem causar: anorexia (emagrecimento severo), apatia, cansaço, diarreia, dores abdominais, mudança comportamental, vômitos e, em casos mais graves, insuficiência renal.

A intoxicação por fruta é rara, mas pode acontecer. Dadas em grande quantidade ou continuamente, podem fazer surgir sintomas.

Se você reparar que seu gato está apresentando qualquer um desses problemas, o ideal é que vá a uma clínica ou hospital veterinário. Dependendo do caso, pode ser necessária uma lavagem gástrica, além de fluidoterapia (soro na veia) com medicações antitóxicas.

Não se esqueça: o contato com um veterinário ajuda a evitar a intoxicação do seu gatinho. Continua com dúvidas? A Guiavet pode te ajudar a cuidar da saúde do seu amigo de quatro patas. Faça seu cadastro e converse com nossos veterinários. A Guiavet está aqui para te ajudar a dar uma vida mais feliz e saudável para o seu gatinho!

Para um conhecimento mais aprofundado sobre a brinquedos, você pode dar uma olhada nesses sites:

  • JUNIOR, A. R. ; PIMENTAL M. M. Alimentação de Gatos. Informativo Científico editado por Farmina Vet Research Edição n.4 - outubro de 2015. 
  • DUTRA, L. S. ; CENTENARO, V. B. ; ARALDI, D. F. Nutrição de Gatos. XIV Seminário Interinstitucional de Ensino, Pesquisa e Extensão - Unicruz.
  • Necessidades nutricionais de gatos

Postado em
September 12, 2022
na categoria
Alimentação

Mais artigos em:

Alimentação

ver todos