O

rigem

Os Samoiedas vieram do norte da Rússia (Sibéria), onde conviviam com os povos samoiedos (tribos nômades). Eles eram usados como pastores de renas, cães de guarda e puxadores de trenó. É uma das raças mais puras, tendo o lobo cinza como ancestral direto. No século XVII, eles foram levados para a Europa por alguns exploradores, sendo muito aceito como cão de companhia da nobreza no século XIX e muito utilizados em expedições polares.

Em 1959, a Federação Cinológica Internacional publicou a padronização da raça, sendo os precursores Clara e Ernest Kilburn Scott que, em 1892, apresentaram o Samoieda em uma exposição. Sua presença no Brasil foi a partir de 1975.

Características Físicas

É uma raça de porte médio - varia entre 46-56cm de altura. Seu corpo é robusto e com uma pelagem grande dividida em duas camadas - interna (curta e macia) e externa (densa e áspera), por isso deve-se tomar um cuidado maior ao realizar exercícios físicos no calor e  entender que haverá uma quantidade considerável de pelos caindo. Sua coloração padrão, de acordo com o American Kennel Club, é branca, com variações de biscoito, creme, branco e biscoito. Sobre as outras colorações mais escuras acredita-se que seja uma mutação genética.

A cabeça do samoieda é marcada por um belo sorriso produzido pelo focinho pontudo que se alinha com os cantos da boca que são curvados para cima. Suas orelhas são pontudas e eretas e possui olhos de tonalidade marrom escura.

Personalidade

Essa raça é muito animada, companheira, dócil, brincalhona, se apega muito aos seus tutores - por isso precisam de tutores bem atenciosa, possui bastante energia e adora realizar atividades físicas, é amigável, se adapta bem a outros animais, simpática com visitas, muito inteligente - importante estimular o Samoieda mentalmente, se adapta bem a ambientes diferentes - um ponto positivo para quem mora em apartamento, mas sempre com a rotina de exercícios físicos. 

O Samoieda pode ser um pouco teimoso, pelo seu traço independente e forte, pois isso o ideal é começar adestrá-lo o mais cedo possível. É uma raça que late ocasionalmente, principalmente por medo, alerta, tédio, alegria, ansiedade, como proteção. Eles gostam de se comunicar com seus tutores, uivando e latindo em tons diferentes.

Curiosidades

  1. Essa raça ficou famosa pelas aparições em mangás, ex: Touch - cachorrinho Punhj e Maison - Ikkoku - cachorrinho Soichiro e Kino’s Journey - cachorrinho Riku;
  2. Durante as primeiras viagens ao continente antártico (1911), os trenós eram puxados pelos Samoiedas.
  3. Cuidados com a pelagem: devem ser escovados 3 vezes por semana e diariamente na época de troca de pelos.
  4. Por ter pelos densos, não há muito acúmulo de sujeira, logo o banho pode ser a cada 3 meses, mas sempre tendo os cuidados com a pelagem. 
  5. As principais doenças que a raça pode desenvolver é: glaucoma, catarata, atrofia progressiva da retina, displasia coxofemoral, diabetes, hipotireoidismo, estenose aórtica subvalvular
  6. Se estressados, podem acabar cavando superfícies e latir insistentemente.
  7. O sorriso tem uma função: serve para evitar que os Samoiedas babem, impedindo formação de gelo no rosto (já que sua origem é de um lugar bem frio).

Além de trazermos conhecimento para você, nós conseguimos te ajudar no controle da saúde do seu pet.  Faça seu cadastro aqui e veja como é fácil. Ah! É gratuito!

Postado em
March 20, 2022
na categoria
Raças

Mais artigos em:

Raças

ver todos