E

ntre os anos de 1800-1850, na cidade Yorkshire na Inglaterra, a raça Yorkshire Terrier foi criada, a partir da mistura entre as raças Terrier Preto e Castanho, Sky Terrier, Maltês e Paisley Terrier (extinta). Em 1865, a raça era conhecida como Broken Haired Scotch Terrier e seu nome atual foi aceito em 1870. 

Seu surgimento foi em meio à Revolução Industrial, criada pela classe operária com a finalidade de caçar roedores, texugos e outros pequenos animais que invadiam estoques de alimentos e espalhavam doenças.

O Yorkshire Terrier foi reconhecido oficialmente pelo Kennel Clube Britânico em 1874, chegou por volta de 1880 nos Estados Unidos da América e foi reconhecido pelo American Kennel Club em 1885.

A princípio, por terem sido criados pela classe operária, não eram muito bem vistos, mas pelo seu charme, beleza e carisma, essa raça foi ganhando seu espaço e conquistando corações pelo mundo inteiro até os dias de hoje.


Características Físicas

É uma raça de porte pequeno - varia entre 18-22cm de altura. Possui orelhas pontudas, focinho preto e pontudo, olhos escuros e brilhantes. Sua pelagem é longa, lisa, fina e sedosa, pendendo para os lados, já que possui uma linha dividindo os pelos desde a cabeça até a ponta da cauda.


Sobre a coloração da pelagem: na cabeça e membros, a pelagem é castanho dourado, sendo mais intensa na base das orelhas e focinhos. Já no dorso e pescoço, a coloração é azul-aço escuro. Ambas as cores são mais escuras na raiz e vão clareando até as pontas. A cauda tende a ser mais escura do que todo o corpo. Os filhotes nascem com a pelagem de coloração preta e castanha e vai clareando conforme vai crescendo.


Personalidade

Possuem instinto de caça, são alertas, inteligentes, leais, carinhosos, animados, apegados à família, gostam de brincar e se exercitar, são curiosos, podem ser um pouco teimosos, tendem a latir, principalmente como forma de proteger seus tutores e não tem medo de nada, não medindo esforços para ajudar sua família em “perigo”. 

Observando todas essas características, existem algumas ressalvas a serem feitas:

  • Quando muito tempo parados ou no colo, pode causar problemas na coluna da raça.
  • Não tendo hábitos de exercícios para liberar a energia, o Yorkshire pode ficar agressivo.
  • Ele é ótimo com crianças - mas é preciso ensinar as crianças como brincar com eles, pois a raça é delicada e pode machucar, reagindo mal a isso.
  • É uma ótima escolha de companhia para idosos, estimulando o exercício nessa faixa etária.
  • Pode se socializar bem com outros cães e gatos - a socialização precoce ajuda nessa questão.
  • É bom receber adestramento.


Curiosidades

  1. O primeiro cão a ser reconhecido da raça se chamava Huddersfield Bem;
  2. Uma cadela chamada Smoky, durante a Segunda Guerra Mundial, foi um dos primeiros cães de apoio emocional do mundo e possui uma escultura em sua homenagem em Cleveland, Ohio;
  3. Pasha foi a primeira cadela a viver na Casa Branca na época do presidente Richard Nixon;
  4. Precisa de escovação diária e regularidade nos banhos e tosas;
  5. No ranking de inteligência canina, ocupa a 27ª posição (A Inteligência dos Cães - Stanley Coren);
  6. Possui vida longa, atingindo facilmente 14/15 anos de idade;
  7. Não possui subpelo e por isso, pode sofrer bastante com o calor;
  8. Está entre as 10 raças de cachorro mais populares do mundo;
  9. Yorkshires mini, micro ou anão não condiz com o padrão da raça e podem desenvolver muitas doenças;
  10. Principais doenças da raça: problemas ortopédicos genéticos (luxação de patela), gengivite, placa bacteriana, dentição dupla, estômago muito delicado, shunt portossistêmico, colapso de traqueia, alterações oftálmicas e neurológicas, formação de cálculos renais.


Além de trazermos conhecimento para você, nós conseguimos te ajudar no controle da saúde do seu pet.  Faça seu cadastro aqui e veja como é fácil. Ah! É gratuito!


Postado em
March 7, 2022
na categoria
Raças

Mais artigos em:

Raças

ver todos