A

vacinação é muito importante, tanto para os pets quanto para os humanos. Elas ajudam na saúde ao incentivar o organismo a produzir anticorpos. Uma vez que essas células de defesa são produzidas no nosso organismo, elas poderão ser geradas a qualquer momento que o microrganismo patogênico (que causa a doença) entrar em contato com o corpo dos animais. O mês de julho é conhecido como julho dourado, quando é promovida a conscientização de cuidados com os  pets, principalmente pela vacinação e a prevenção de zoonoses. 

Vacinas contra as zoonoses

Além de proteger doenças que afetam apenas os nossos peludinhos, a vacina é usada para proteger os humanos também. Existem doenças que acometem os pets e podem ser transmitidas para o ser humano - são conhecidas como zoonoses. Alguns exemplos são a leishmaniose e a raiva.

Vacinas para cachorro

Entre as vacinas para cachorro, existem as polivalentes

  • V8 protege de: cinomose, parvovirose, hepatite infecciosa, adenovirose, coronavirose, parainfluenza e leptospirose (L. canicola e L. icterohaemorrhagiae); 
  • V10 protege de: doenças da V8 mais duas espécies de leptospirose (L. grippotyphosa e L. pomona);
  • V11 protege de: doenças da V10 mais uma espécie da leptospirose (L. copenhageni).

Além disso, os cães devem ser vacinados contra raiva, leishmaniose e, dependendo da rotina, contra gripe canina e giardíase. 

Vacinas para gatos

Existem as vacinas para gatos polivalentes: 

  • V3 protege de: calicivirose, rinotraqueíte e panleucopenia (doenças do trato respiratório superior; a última se assemelha à parvovirose em cães);
  • V4 protege de: doenças da V3 mais a clamidiose (doença do trato respiratório superior, um pouco rara, mas ocorre mais em gatis, onde dá alta população);
  • V5 protege de: doenças da V4 mais a FeLV (doença que diminui a imunidade do gato, causando várias doenças).

Além disso, os gatos devem ter o calendário de vacinação contra raiva em dia.‍

Doenças que você pode evitar com a vacinação pet

Abaixo você vai encontrar uma lista de doenças que podem ser evitadas com a vacinação pet. Fique atento(a) ao calendário de vacinação para manter a saúde do seu melhor amigo sempre em dia e evitar qualquer tipo de problema mais grave. 

Cães:

  • Adenovirose: causada pelo adenovírus canino tipo 2, é uma doença que afeta o sistema respiratório, podendo desenvolver pneumonia grave.
  • Cinomose: doença viral, na qual todos os sistemas dos cães são atacados (neurológico, digestório, respiratório etc.), podendo levar à morte.
  • Coronavirose: causada pelo coronavírus, essa doença afeta os intestinos e é muito contagiosa, podendo causar vômito, diarreia etc.
  • Giardíase: doença intestinal causada por um protozoário; é uma zoonose também.
  • Gripe canina (tosse dos canis): essa doença também recebe o nome de traqueíte ou traqueobronquite infecciosa canina; é causada por vírus e bactéria, ocorre principalmente em épocas frias e é altamente contagiosa; os sintomas são bem semelhantes à gripe humana.
  • Hepatite Infecciosa:  causada pelo adenovírus canino tipo 1, é uma doença muito grave no fígado e pode ser fatal.
  • Leishmaniose: causada por um protozoário, é uma doença que afeta o sistema imunológico do cão, podendo ser cutânea ou visceral (mais comum); pode causar danos nos rins, na pele, no porte físico etc.
  • Leptospirose: doença causada por uma bactéria e que atinge gravemente rins e fígado.
  • Parainfluenza: doença viral que causa problemas respiratórios.
  • Parvovirose: muito comum em filhotes, é uma doença grave que acomete o intestino do cachorro, podendo levar à morte.

Gatos:

  • Calicivirose: o calicivírus causa uma infecção respiratória em gatos de qualquer idade, além de úlceras na boca.
  • Clamidiose: doença bacteriana que causa problemas respiratórios e nos olhos; é altamente contagiosa; mais comum em indivíduos que vivem em uma grande população (abrigos, gatis etc.).
  • FeLV: a leucemia felina é uma doença viral que atinge o sistema imunológico dos gatos, permitindo que desenvolvam doenças diversas, incluindo surgimento de tumores.
  • Panleucopenia: causada por um parvovírus, é uma doença infecciosa intestinal e altamente contagiosa, muito semelhante à parvovirose canina.
  • Rinotraqueíte: doença causada por vírus, ocorre principalmente em épocas frias e é altamente contagiosa; os sintomas são bem semelhantes à gripe humana.

Cães e gatos:

  • Raiva: é uma doença muito grave e perigosa, atingindo o sistema neurológico e causando a morte em pouco tempo.

Vacinação pet e o protocolo vacinal

As vacinas polivalentes tanto para cães quanto para gatos podem começar a partir das 6 semanas de vida. Em filhotes, o ideal é que, devido à janela imunológica (eles ainda possuem alguns anticorpos das mães, e isso pode atrapalhar que produzam os próprios anticorpos), a última dose seja na 16ª semana de vida. Com isso, tem-se feito um protocolo de 4 doses com um intervalo de 21-28 dias. Após esse protocolo inicial, o reforço é anual (contando da primeira dose).

Em cães, as vacinas contra a gripe canina e a giardíase em cães podem ser aplicadas a partir de 12 semanas de vida, sendo 2 doses com intervalo de 21-28 dias. A vacina contra leishmaniose é permitida a partir de 16 semanas de vida, sendo um protocolo de 3 doses com intervalo de 21-28 dias. Após esse protocolo inicial, o reforço é anual (contando da primeira dose).

Já a vacina contra raiva, tanto em cachorros quanto em gatos, pode ser administrada a partir de 16 semanas de vida, como dose única e reforço anual.‍

Quer saber mais sobre vacinas para gatos filhotes? Confira nosso blog post!

Apenas o veterinário vacina

Antes de qualquer vacinação pet, é muito importante que ele esteja saudável, pois, quando doente, seu organismo está tentando se proteger. Se a vacina é aplicada, pode não alcançar seu objetivo (criar memória imunológica para se proteger futuramente) e pode ainda atrapalhar o animal a se defender da doença que o está acometendo. Para identificar algum problema, o veterinário é necessário. 

Além disso, cada animal pode precisar de um protocolo diferenciado, pensando em sua rotina, locais onde frequenta - incluindo os humanos que moram com ele. Por isso, a consulta com o veterinário irá ajudar a manter o seu pet sempre em segurança, da melhor forma possível.

Para te ajudar a não esquecer das datas de aplicação de vacina, a Guiavet está aqui. Faça seu cadastro aqui , e vamos cuidar juntos do seu pet! É rápido e prático!

Gostou do nosso blogpost? Continue nos acompanhando e saiba cada vez mais a respeito do mundo animal. 

Postado em
July 1, 2022
na categoria
Notícias e Curiosidades

Mais artigos em:

Notícias e Curiosidades

ver todos