O

O seu animalzinho já apresentou sinais, como: vômito, diarréia, convulsão, incoordenação, hemorragia nasal? Esses e outros sintomas podem ser sinais que o seu pet pode ter sido envenenado intencionalmente ou não. E quando isso acontece? O que fazer? Dar leite, carvão ativado? Será que isso basta? Vamos conversar sobre isso um pouquinho.


O Veneno


O principal veneno utilizado para tirar a vida de cães em gatos durante muito tempo era o famoso “chumbinho” (carbamato). Ele atua inibindo a ação da acetilcolina, um neurotransmissor que transmite os impulsos nervosos entre as células neurais que proporciona o bom funcionamento do organismo. Sem ela, qualquer animal que ingerir o chumbinho pode morrer em minutos. Por ser um produto sem odor e sem gosto, os animais comem sem suspeitar, principalmente porque, não só o chumbinho, mas os outros venenos são colocados dentro de alimentos, atraindo os cães e gatos também.


Mas você sabia que desde 2012 o MAPA (Ministério da Agricultura e Pecuária e Abastecimento) e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), proibiu a venda deste produto no Brasil? Infelizmente, ainda existem formas de encontrar esse veneno por aí, sendo vendido, supostamente, para matar ratos, mas que em mãos criminosas são muito perigosas para nossos pets. 


Os cumarínicos são outros raticidas legalmente aprovados. Eles são anticoagulantes e, diferente do chumbinho, podem causar a morte dos nossos pets em horas e até dias. A forma de ação desse veneno é impedir que a coagulação sanguínea ocorra, levando a hemorragias muito graves.


Mas não é apenas com venenos de rato que os nossos animaizinhos podem ser intoxicados. Por algum descuido, os cães e gatos podem ingerir: produtos de limpeza (detergentes, água sanitária, desinfetante, álcool, querosene), medicamentos humanos, plantas (já falamos sobre isso no nosso blog), alimentos (chocolate, cebola, alho, entre outros), além dos venenos de animais (cobra, escorpião). Cada um tendo um efeito deletério no seu animalzinho e podendo causar até a morte.


Como sei que o meu pet foi envenenado


Como vimos, vários produtos e alimentos podem intoxicar nossos bichinhos. Então fique atento aos sinais mais comumente observados nesses casos: 

  • Salivação excessiva, 
  • Vômito, 
  • Diarreia, 
  • Dores abdominais, 
  • Incoordenação, 
  • Convulsões, 
  • Dificuldade respiratória, 
  • Inquietação ou prostração, 
  • Hemorragias (oral, nasal, urina, fezes), 
  • Fraqueza.


Esses sintomas podem variar de acordo com o tipo de substância ingerida, a dose, o tamanho, raça e genética de cada animal.


O que fazer após o envenenamento


A primeira coisa que se deve fazer em qualquer suspeita de envenenamento/intoxicação é levar imediatamente a um hospital ou clínica veterinária. Antes de duas horas da ingestão de qualquer substância tóxica, é possível realizar lavagem estomacal diminuindo os sintomas, além de receber soroterapia (ajuda a eliminar mais rápido o que foi absorvido), além de medicamentos específicos para controlar os sintomas que podem surgir.


Você pode perguntar: “Posso dar leite, ovo cru ou água de quiabo?” A resposta é NÃO. Nenhum desses produtos são comprovados cientificamente que podem ajudar. De fato, existem estudos que apontam que o leite pode colaborar para as toxinas do veneno, devido a reações que ocorrem.

O carvão vegetal ativado pode colaborar ao impedir que algumas moléculas da toxina sejam absorvidas pelo organismo do pet. Mas isso é só para te dar tempo até conseguir levar o seu animal de estimação até o veterinário para receber todo o tratamento suporte já citado.


Como evitar que meu pet seja envenenado 


Pensando que pode ocorrer um envenenamento de forma acidental, a melhor forma de evitar esse problema no seu bichinho é: 

  • Não deixe medicamentos espalhados pela casa;
  • Deixe fora do alcance dos pets os produtos de limpeza;
  • Veja no nosso post sobre as plantas tóxicas que podem intoxicar seu pet;
  • Ao dedetizar a casa ou usar raticidas, coloque-os em locais onde os animaizinhos da sua casa e da rua não vão conseguir chegar perto;
  • Evite dar alimentos de consumo humano;
  • Nunca medique seu pet sem prescrição veterinária;
  • Deixe as lixeiras bem tampadas;
  • Supervisione quando seu pet sair de casa, se não for possível, não permita que ele saia.


Sobre envenenamentos que são de forma proposital, existem leis para punir pessoas que cometem tal atrocidade e denuncie lojas que vendem o chumbinho, pois estão vendendo de forma ilegal.


Ficou com alguma dúvida sobre envenenamento e o que pode causar no seu animalzinho? Cadastre o seu pet e nos envie uma mensagem!



Postado em
February 17, 2022
na categoria
Saúde

Mais artigos em:

Saúde

ver todos