N

o dia 06 de julho de 1885, o cientista francês Louis Pasteur aplicou a vacina antirrábica, criada por ele, em um jovem mordido por um cão pela primeira vez. Desde então, como forma de combater as zoonoses, o dia 6 de julho foi escolhido para alertar e informar sobre essas doenças. Você pode se perguntar o que é zoonose, mas fique tranquilo(a), pois o texto de hoje vai te explicar tudo. Continue a leitura para entender o que significa zoonoses.

O que são doenças zoonóticas?

Afinal, o que são zoonoses? O nome se dá para qualquer doença que possa ser transmitida de animais para seres humanos. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), existem mais de 200 tipos de zoonoses. Mas não se preocupe, nem todas são transmitidas pelos pets. Morcegos, aves e vacas são exemplos de outros animais que podem transmitir zoonoses.

Como as zoonoses são transmitidas

Depois de entender o que significa zoonoses, você deve saber como elas podem ser transmitidas. Como os cães e gatos são muito próximos dos seres humanos, eles podem ser uma via de contaminação mais fácil. Mas isso não é culpa deles, que também são vítimas das doenças.  

A transmissão pode ser por contato direto, ou seja, por meio da saliva (mordidas, lambeduras), secreções (sangue), erro na limpeza e descarte dos excretas (urina, fezes), contato físico (arranhaduras) etc. Ou por contato indireto, que se trata de vetores (mosquitos, pulgas, carrapatos) e do consumo de alimento ou água contaminados (vírus, bactéria, fungo, vermes).

Tipos de zoonoses

Dependendo do tipo de zoonose, elas são transmitidas e classificadas em dois tipos principais:

  • Antropozoonose: doenças transmitidas de animais para humanos.
  • Zooantroponose: doenças transmitidas de humanos para animais.

Então, sim, você também pode deixar o seu animalzinho doente. O cuidado com a saúde deve ser geral - sua e do seu pet.

Quais são as doenças consideradas zoonoses

Os exemplos de zoonoses são:

  • Bicho geográfico: conhecido como Larva Migrans Cutânea, é um verme encontrado no intestino de cães e gatos (Ancylostoma braziliense e Ancylostoma caninum). Quando eliminados pelas fezes, o parasita pode entrar na pele das pessoas causando coceira, inchaço, linhas avermelhadas por toda a pele (daí, vem o nome). Podem ser usados medicamentos para tratar, mas normalmente o próprio organismo humano se defende.
  • Doença de Lyme: causada por uma bactéria presente no carrapato do gênero Ixodes, um dos vários carrapatos que podem parasitar gatos e cães. Inicialmente, após a picada do carrapato, surgem vermelhidão e inchaço na pele. Se não for tratada com antecedência, a bactéria pode se espalhar no organismo pelo sangue, atingindo vários órgãos e comprometendo, principalmente, os sistemas nervoso e cardíaco.
  • Esporotricose: é um dos tipos de zoonoses na qual o gato se infecta por um fungo presente no solo e em plantas, tanto que essa doença também é conhecida como “doença dos jardineiros”. O fungo se fixa e multiplica na pele do gato que, se arranhar e morder uma pessoa ou outro gato, vai transmitir a doença. A esporotricose causa feridas na pele com pus. Caso não seja tratado inicialmente, o fungo se espalha para outras partes do corpo, causando o mesmo problema de forma bastante dolorida. O tratamento costuma ser bem longo.
  • Giardíase: uma doença comum em cães e gatos, causada por um protozoário que atinge mais animais jovens e imunossuprimidos. Sua contaminação, tanto em pets quanto seres humanos, é por meio da ingestão de alimentos e água contaminados pelos cistos. Os sintomas principais ocorrem no trato digestório (vômito, diarréia, falta de apetite, emagrecimento). Veja mais sobre os sintomas de giadíase.
  • Leishmaniose: transmitida pela picada do mosquito Lutzomyia longipalpis, conhecido popularmente como mosquito-palha, tatuquira ou asa-dura, ao picar o cão ou humano, o parasito é inoculado no sangue de quem é picado. Cães e seres humanos contaminados passam a sofrer vários problemas em todo o organismo. 

Os tipos de leishmaniose são: cutânea/tegumentar (surgem lesões na pele), mucocutânea (lesões mais extensas que atingem nariz, boca e faringe, causando problemas em respirar, engolir e falar) e visceral (atinge os órgãos e pode levar a aumento de fígado e baço, problemas renais, entre outros). Mesmo sendo pouco conhecida no sul do país, a leishmaniose é uma das principais zoonoses no Brasil. Saiba mais sobre os sintomas da leishmaniose

  • Leptospirose: é causada por uma bactéria chamada Leptospira, que pode ser encontrada nos ratos. Os pets são contaminados ao predar os roedores ou ingerir alimentos ou beber água contaminados por fezes e urina de ratos. Após se infectar, cães e gatos passam a eliminar a bactéria pela urina, podendo ser uma fonte de contaminação para os humanos, principalmente em locais que sofrem enchentes ou ruas esburacadas, onde são formadas muitas poças, pois a urina se espalha mais facilmente.
  • Raiva: uma das principais zoonoses no Brasil, por ser extremamente mortal, é transmitida por um vírus provindo de morcegos. Quando cães e gatos são contaminados (mordidos, ingerindo morcegos doentes), eles podem transmitir essa doença por meio da saliva (mordida, lambedura) e arranhaduras. Os principais sintomas estão relacionados ao sistema nervoso, como: agitação, salivação em excesso, paralisia, convulsões etc. Entenda mais sobre a doença da raiva no nosso blogpost.
  • Toxoplasmose:  os gatos são hospedeiros nos quais o protozoário Toxoplasma gondii consegue completar seu ciclo. Os cistos (estruturas semelhantes a ovos) são eliminados pelas fezes dos felinos que ingeriram ratos doentes. O protozoário muda o comportamento do rato, então um rato que ficaria longe de um gato passa a ir atrás do gatinho sem medo algum. 

Se isso acontece na caixinha de areia e você tem o hábito de limpar ela todos os dias, não se preocupe! As fezes passam a ser um contaminante em potencial se passar mais de 3 dias parada. Logo, gatos abandonados ou que possuem livre acesso ao ambiente podem causar a contaminação do ambiente (lembrando que os cistos são eliminados apenas uma vez na vida do gato). Quando o ambiente está contaminado, animais de produção, como a vaca, podem ingerir os cistos que se alojam na musculatura. Se isso ocorrer e você ingerir carne mal passada ou crua, pode contrair a doença.

Qual o tratamento para zoonose?

O tratamento para zoonose vai depender do tipo e da evolução que elas se encontram (infelizmente, algumas não possuem cura). Como foi relatado anteriormente, entre os exemplos de zoonoses, podem estar relacionadas a bactérias, vírus, vermes etc. Portanto, no tratamento para zoonoses, são utilizados antibióticos, antiparasitários, antivirais, antifúngicos, seja tópico (pomadas, sprays) ou sistêmicos (comprimidos, xaropes).

Prevenção das zoonoses

Abaixo, estão listadas formas para prevenir as doenças zoonóticas:

Cuidados com os pets: sabendo que, pelo contato próximo, os cachorros e gatos são uma fonte para zoonoses, a visita regular ao veterinário é muito importante.

  • Raiva, leishmaniose, leptospirose e giardíase são exemplos de zoonoses que podem ser prevenidas por meio da vacinação
  • Por meio da vermifugação, você pode se proteger de doenças como bicho geográfico. 
  • Remédio contra pulgas e carrapatos protege da doença de Lyme, por exemplo. 
  • O uso de coleiras repelentes podem proteger o seu pet de leishmaniose.
  • Permita que seu pet tenha acesso apenas a locais onde você possa vê-lo em passeios. O ideal é que os gatos fiquem apenas dentro de casa. Para ajudar nisso, mantenha as janelas com telas e compre brinquedos para ele não ficar ansioso dentro de casa, além de ter um tempo para brincar com ele também. 

Cada forma de proteção deve ser conversada com um veterinário para definir quais são os melhores medicamentos para ajudar a manter a saúde do seu animalzinho em dia. 

  • Cuidados com o ambiente: dedetização e limpeza constante. Evite acúmulo de folhas, umidade, água parada, evita assim, o surgimento de pulgas, carrapatos, mosquitos, ratos etc.
  • Cuidados pessoais: sempre que mexer no seu animalzinho, mesmo que ele seja bem limpo, lave as mãos. Lembre-se de ingerir carnes bem cozidas e limpe bem os alimentos.

Viu como é importante cuidar do seu animalzinho? Cuidar da saúde dele é uma forma de proteger você, seus amigos e familiares. Por isso, saber o que é zoonose é essencial. Para te ajudar com os cuidados do seu pet, faça seu cadastro na Guiavet. Nós te  lembramos de datas importantes de vacinação e medicação contra parasitas por e-mail e SMS. É rápido, prático e totalmente gratuito! 

Para um conhecimento mais aprofundado sobre quais são as doenças consideradas zoonoses, os tipos e exemplos de zoonoses, aqui estão alguns links que podem te ajudar:

Postado em
July 11, 2022
na categoria
Saúde

Mais artigos em:

Saúde

ver todos