A


ltamente contagiosa e perigosa, a parvovirose é uma doença viral que afeta os cachorros e pode levá-los à morte. Seus principais sintomas são a diarreia e vômitos constantes, e ela pode se desenvolver  rapidamente caso não seja diagnosticada e tratada. Preparamos um post para que você saiba tudo sobre parvovirose. Vem com a gente!

 

O que é a parvovirose


A parvovirose canina é uma doença contagiosa causada pelo parvovírus, um vírus resistente e que, por isso, acaba sendo mais difícil de combater. Diferente de outros vírus, o parvovírus pode permanecer por horas em fezes, cobertores, comedouros e outros objetos. 


O contágio acontece quando o animal entra em contato com o vírus cheirando ou lambendo locais contaminados. É muito importante manter a higienização dos locais e utensílios usados por seu pet, ok? Como insetos e roedores também podem ser vetores de transmissão, manter o ambiente limpo ajuda a prevenir a doença.


A parvovirose evolui quando o vírus cai na corrente sanguínea do animal e acaba se espalhando. Ele afeta o sistema gastrointestinal e os principais sintomas da doença são a ocorrência de diarreia e vômitos constantes e, em casos mais graves, o vírus pode causar a morte do seu pet.


Essa é uma doença mais comum em filhotes de até três meses, que ainda não desenvolveram seu sistema imunológico totalmente e acabam sendo mais frágeis. Cães adultos também podem contrair o vírus e desenvolver sintomas, mesmo que de forma mais leve e silenciosa. 


Sintomas da parvovirose


Os sintomas começam a aparecer entre 7 e 14 dias após o animal ter se contaminado. Atente-se à possíveis mudanças de comportamento e rotinas no dia-a-dia do seu pet para que o diagnóstico seja feito o quanto antes e o tratamento seja iniciado.


Os sintomas da parvovirose, na maioria dos casos, envolvem:


  • Diarreia, que pode vir acompanhada da presença de sangue nas fezes.
  • Vômitos constantes.
  • Apatia e letargia (sono frequente, indisposição).
  • Febre geral ou em regiões localizadas.
  • Palidez em mucosas (como as gengivas e olhos).


Quando esses sintomas são combinados, o seu pet também poderá apresentar um quadro de emagrecimento muito acelerado, e, por consequência, ficar mais desanimado, sem vontade de se movimentar e de fazer atividades que antes tinha costume, como caminhar ou até mesmo se alimentar.


Caso note algum dos sintomas acima, leve o seu pet a um veterinário de confiança para detectar a possibilidade de existência do vírus no organismo. O diagnóstico é feito a partir de exames clínicos e laboratoriais, como exames de sangue, por exemplo.


Parvovirose canina: como tratar


Caso o seu cão seja diagnosticado com a parvovirose, a boa notícia é que a doença tem cura e tem tratamento! Se você tiver outros pets em casa, comece isolando o que está contaminado para evitar a transmissão para os outros animais, combinado?


Depois disso, o veterinário poderá indicar alguns medicamentos, como antibióticos e analgésicos, além de prescrever novas dietas que ajudem na reidratação e recuperação do apetite, peso e disposição do seu pet. Não existe um remédio específico para a parvovirose e o tratamento é feito com medicamentos que auxiliem no processo de cura.


Vale lembrar que é essencial manter a vacinação do seu pet em dia. As vacinas V8 e V10, conhecidas como polivalentes, atuam na prevenção de diferentes doenças, incluindo a parvovirose. Elas devem ser aplicadas anualmente tanto em cães adultos quanto filhotes.


Existe parvovirose em gatos?


Nos felinos, a atuação do parvovírus é diferente. Isso acontece pois o parvovírus felino é diferente do parvovírus canino. Nos bichanos, a existência do parvovírus no organismo pode levar à uma doença conhecida como panleucopenia felina


Ela é uma doença igualmente grave que também pode levar o seu pet à morte. Também muito transmissível, o parvovírus felino pode afetar a medula óssea e o intestino do animal, causando sintomas como a perda de peso, a anemia e a apatia, além de quadros de diarreia e vômitos.


Caso identifique algum dos sintomas em seu felino, procure um médico veterinário para iniciar o tratamento! O parvovírus em gatos também tem cura e pode ser prevenido com a vacinação em dia e a correta higienização do ambiente e dos objetos.


É importante lembrar que, por serem vírus diferentes, embora tenham nomes muito parecidos, a parvovirose canina não é transmitida para gatos e vice-versa. Caso você tenha ambos os pets compartilhando o mesmo ambiente, ainda assim é importante manter a higienização e a vacinação em dia para prevenir o surgimento de outras doenças.


Parvovirose pega em humanos?


A resposta é não! Apesar do vírus ser muito contagioso em animais, ele não afeta os humanos e, portanto, não é transmissível entre o pet e seus tutores.



Tem alguma outra dúvida sobre a saúde do seu pet? Manda pra gente!

Postado em
December 14, 2021
na categoria
Saúde

Mais artigos em:

Saúde

ver todos