E

em lugares onde há muita área verde pode esconder perigos, como aranhas, escorpiões e cobras. Mas não se engane que é somente nesses lugares. Com o aumento das cidades, esses animais têm perdido seu habitat natural e podem acabar entrando em casas, principalmente no verão, época de procriação. E quando isso acontece, gatos com seu instinto de caçador e cães curiosos podem acabar sendo picados. O que fazer nessa hora?


Animais peçonhentos e venenosos

Afinal, é peçonha ou veneno? Definindo exatamente, a peçonha é uma substância produzida por glândulas especializadas, já o veneno é uma substância produzida nos tecidos dos animais. Mas no geral, não se preocupe em distinguir os dois termos, ambos remetem ao problema. Abaixo alguns exemplos de animais perigosos para os nossos pets:

  • Abelhas - africana, europeia.
  • Aranhas - armadeira, caranguejeira, marrom, tarântula.
  • Cobras - coral, jararaca, cascavel, surucucu.
  • Escorpiões - preto e amarelo.
  • Sapos - do gênero Phyllobates.


Esses animais vão usar sua peçonha/veneno ao caçar uma presa para se alimentarem e quando se sentirem ameaçados (gato ou cão atacando/brincando).


O que acontece com meu pet quando é intoxicado?


A intoxicação por sapos, é quando o cão, principalmente, tenta brincar ou até predá-lo, ou seja, o veneno entra em contato diretamente com a boca do cachorro. Já outros animais peçonhentos, é através de picadas que ocorrem principalmente nas patas e face de cães e gatos. A maioria dos sinais clínicos e sintomas acontecem praticamente de imediato, mas em alguns casos, o animalzinho pode começar a sentir os efeitos após alguns dias. São eles:

  • Bolhas
  • Dificuldade de andar
  • Dificuldade de respirar
  • Dor extrema
  • Edema pulmonar e de glote 
  • Fraqueza
  • Hipotensão arterial
  • Inchaço local
  • Necrose (morte do tecido)
  • Sangramento - gengiva, urina, pelo nariz
  • Sinais neurológicos
  • Taquicardia
  • Vermelhidão no local
  • Vômito


A intensidade e aparecimento dos sintomas vai depender do quanto da peçonha foi inoculada, o tamanho, idade do pet e como seu organismo vai lidar com o veneno.


O que fazer quando a intoxicação ocorre? 

É necessário levar a uma clínica veterinária o mais rápido possível. Você, tutor(a), pode tentar capturar o animal peçonhento, com todo o cuidado, ou tirar uma foto, pois a identificação ajuda no direcionamento do tratamento (medicação, internação) e exames que precisam ser realizados.


Antes de levar ao veterinário, você pode: 

  • Limpar a área lesionada com sabão e água, diminui a chance de infecção.
  • Fazer uma compressa com gelo (envolva o gelo em um pano), pois ajuda na redução do inchaço e diminui o fluxo sanguíneo da região, retardando o veneno se espalhar.
  • Não permita que o seu cachorro ou gato se mexa muito, para evitar o veneno se espalhar rápido.


Entenda que, em hipótese nenhuma, você deve tentar drenar o veneno, fazer torniquetes, cortar a região. Essas ações só vão causar mais dor ao seu bichinho, além de não ajudar em nada. 

Os procedimentos citados acima devem ser muito rápidos, se preferir nem faça, já leve ao veterinário, pois, nesses casos, o tempo é decisivo. E se for o caso de intoxicação por sapo, que não envolve picadas, mas o contato com a pele dele, é só levar ao veterinário mesmo para resolver. Quanto antes for iniciado o tratamento, maior a chance de recuperação, pois a peçonha e veneno serão neutralizados, evitando o aparecimento dos sinais mais graves, impedindo a morte do seu pet.

Além disso, é muito importante que, após os primeiros socorros dos veterinários, o cão e gatinho tenham um acompanhamento através de exames para avaliar se não houve nenhum dano às funções dos órgãos (fígado, rins, coração).


Consigo evitar que meu pet seja envenenado?

A resposta é sim. Entendo o que pode atrair tais animais, como baratas e ratos que são presas de cobras, por exemplo, entulhos nos quais aranhas, escorpiões buscam abrigo, você pode fazer:

  • Manter limpos: quintais, jardins, calçadas.
  • Não deixe acumular entulhos no terreiro ou em terrenos ao lado da sua casa - busque ajuda da prefeitura em casos de terrenos baldios.
  • Dedetização é uma forma de impedir proliferação de baratas.
  • Em caso de colméias, peça ajuda a prefeitura ou bombeiros da sua cidade.
  • Vedar buracos e frestas no chão, parede, forros.
  • Colocar telas e vedantes em janelas, portas, ralos.
  • Ao sair para passear com seu cão, use as guias (de preferência o peitoral).
  • Evitar que seu gato saia pelo bairro.


Informação importante: ao encontrar na sua casa ou na rua qualquer bicho peçonhento, tente não assustá-lo para que ele não te ataque e ligue para as autoridades competentes para providenciar o que será feito.


Compartilhe essa informação com outros pais de pets para protegerem seus bichinhos amados. Além de te ajudar com informações como essa, nós te lembramos, através de e-mail e sms, datas importantes para a manutenção da saúde do seu animalzinho. Cadastre aqui! É gratuito!


Postado em
February 21, 2022
na categoria
Saúde

Mais artigos em:

Saúde

ver todos