A

nutrição é um dos quesitos mais importantes quando falamos na manutenção da saúde dos cães. A grande variedade de tipos de ração para cachorros pode confundir os tutores na hora da escolha. Nesse momento, algumas questões podem vir à tona, como “Qual o melhor tipo de ração para meu cão?”, “Qual ração para cachorro filhote devo escolher?”, “Existe alguma ração específica para essa raça?”, “O meu cachorro filhote pode comer ração de cachorro grande?”, “Existe alguma ração para filhote de cachorro, boa e barata?”. Essas e diversas outras dúvidas podem influenciar na escolha da ração ideal. Continue lendo e descubra o tipo de ração para cachorro ideal para seu peludo. 

Atualmente, existem diversos tipos de ração para cachorros no mercado. Elas são divididas em categorias como Standard, Premium e Super Premium. A diferença está na qualidade dos produtos utilizados em sua formulação, se possuem maior ou menor valor nutricional, o que influencia diretamente no preço. 

Há outras categorias importantes, como idade, porte, estilo de vida e distúrbios fisiológicos ou metabólicos do animal. Essas variações aumentam as possibilidades de escolha, podendo causar ainda mais confusão para o mães e pais de pets. Mas afinal, entre os tipos de ração para cachorros, qual devo escolher? 

Como escolher ração para cachorro

Entre as categorias de ração para cachorro, a principal é referente ao seu valor nutricional, classificadas como o Standard, Premium e Super Premium. Cada uma possui formulações que devem disponibilizar os mesmos nutrientes ao animal. Contudo, a fonte de cada nutriente e quantidade variam, tendo como base a regulamentação do MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), que determina os valores mínimos e máximos na composição das rações. 

Vários aspectos determinam em qual dessas classificação uma ração faz parte:  uso de fontes de menor ou maior valor nutricional, porcentagem de nutrientes disponíveis, qualidade da absorção pelo organismo, adição de aditivos e palatabilidade (sabor da ração). Tudo isso influencia diretamente no preço. As rações Super Premium têm um valor bem mais alto que as Standard. 
Abaixo, vamos explicar mais detalhadamente os tipos de ração para cachorros. Confira:

Ração para cachorro Standard:

As rações dessa categoria são, geralmente, vendidas a preços mais baixos, o que pode ser fator atrativo. Contudo, a qualidade nutricional é bem baixa. Isso quer dizer que os ingredientes utilizados são de menor qualidade, refletindo em seu preço. 

A utilização de proteínas de origem animal é pouco presente em sua formulação, sendo a principal fonte proteica de origem vegetal, como a soja e, em menor quantidade, a farinha de carne e ossos. Em decorrência disso, a porcentagem de fibras presentes nessas rações é consideravelmente maior, reduzindo a sua digestibilidade (porcentagem do alimento absorvido que é usado pelo organismo do animal). 

Na prática, devido à baixa qualidade do produto, o cão passa a ter que comer mais para suprir suas necessidades e, junto à baixa absorção dos nutrientes, reflete na maior produção de fezes. Além disso, em sua maioria, essas rações apresentam corantes e conservantes em na formulação. 

Ração para cachorro Premium

As rações Premium são um meio-termo em relação à qualidade, ficando entre a Standard e a Super Premium. Sua formulação utiliza matéria-prima de maior qualidade, comparada à Standard, com fontes proteicas de maior valor nutricional, como as vísceras de frango, além de muitas vezes conter substâncias para melhora da qualidade de pele, pelos, sistema digestório, aditivos para redução do odor das fezes e palatabilidade da ração (sabor). 

Essa opção de ração para cachorro possui maior digestibilidade pelo organismo do animal, reduzindo sua necessidade de ingestão e, consequentemente, o volume de fezes diárias. Sua formulação pode conter corantes e conservantes. Contudo, é possível encontrar produtos livres dessas substâncias, que podem ganhar o nome de Linha Premium Especial. 

Ração para cachorro Super Premium

As rações Super Premium são produzidas visando a oferecer a maior qualidade nutricional para os cães, sendo um alimento balanceado, que utiliza formulações com produtos de alta qualidade, com maior porcentagem de proteína animal, como cortes nobres de frango, peru, ovelha, entre outros. 

Essa opção é bastante concentrada e com alta digestibilidade. Pequenas quantidades suprem as necessidades nutricionais do cão, representando um ótimo custo-benefício, já que, mesmo tendo valor mais elevado, o animal precisa ingerir menores porções diárias, produzindo menor volume de fezes. Além dos ingredientes de alta qualidade, essas rações oferecem suplementação nutricional, são livres de corantes, conservantes e palatabilizantes artificiais, proporcionando uma alimentação muito mais saudável. 

Dentro dessa classificação, ainda encontramos rações para as diferentes fases da vida dos cães (filhotes, adultos e idosos) e os diferentes tamanhos (pequeno, grande e gigante). 

Algumas marcas também disponibilizam rações para raças específicas, animais de pelo curto ou longo e pets com alto gasto energético, como os atletas. Em sua maioria, essas são rações da linha Super Premium. 

Como é a ração para cachorro filhote

As rações para cachorro filhotes devem considerar que os animais estão em fase de crescimento, com desenvolvimento de ossos, músculos e sistema imune.  Além disso, são mais ativos que animais adultos, resultando num grande gasto calórico diariamente.

Para atender a essas necessidades dos filhotes, as rações são formuladas com teor de energia 50% maior e o dobro da quantidade de proteínas, se comparada às rações para cachorro adulto. A energia é fator indispensável na dieta de qualquer animal, possuindo a função de prover força para o funcionamento correto das células, obtida por nutrientes, como gorduras e carboidratos. 

A alimentação com rações para filhotes deve ser fornecida até os 12 meses de idade dos cães, cobrindo assim toda a fase de crescimento do animal. Também devemos considerar que animais de raças de grande porte e gigantes possuem crescimento mais rápido. Sendo assim, é necessário o consumo de rações para filhotes específicos, pois exigem uma porcentagem de minerais diferentes dos de raça pequena, principalmente quando falamos de cálcio e fósforo. 

O fornecimento desbalanceado de minerais pode acarretar diversas desordens metabólicas, sendo que, nos cães de crescimento rápido, a desordem mais frequente está relacionada aos ossos e articulações, propiciando o desenvolvimento de osteocondrose, osteocondrites, displasias de cotovelo e coxofemoral, entre outras alterações prejudiciais ao desenvolvimento do animal.

Sabendo disso, podemos concluir sobre a importância do fornecimento da ração de filhote, principalmente de linha Super Premium, por serem mais balanceadas e nutritivas. Quando fornecemos ração de cachorro adulto para filhote, ou vice-versa, estamos sujeitos ao desenvolvimento de diversas desordens metabólicas, como a desnutrição, comprometendo a saúde dos animais. Como citado anteriormente, eles possuem necessidades nutricionais diferentes, e os pets em crescimento demandam de uma porcentagem maior de diversos nutrientes.

Ainda tem dúvida se pode dar ração de cachorro adulto para filhote? Confira nosso blogpost! 

Rações para cachorros adultos

As rações para cães adultos deve ser ofertada a partir dos 12 meses. Em sua formulação, são levadas em consideração as necessidades nutricionais de um animal que já passou pela fase de crescimento e não possui a necessidade de energia para formação de órgãos, músculos e ossos, apenas para manutenção do seu metabolismo e atividade física. 

A ração para cachorros nessa fase geralmente apresenta menor concentração de proteínas e minerais e pode ser ofertada em torno de 2 vezes ao dia. É importante salientar que a ração não deve estar disponível o dia inteiro para o animal, já que o excesso de alimento pode levar à obesidade.

Além disso, a exposição da ração ao ambiente leva à perda de suas características, oxidação dos óleos e gorduras do alimento (processo de rancificação) e ao aparecimento de animais oportunistas transmissores de doenças, como ratos, baratas e pombos. O armazenamento correto também é muito importante para prevenir esses tipos de problemas. 

Determine os horários em que seu cão irá se alimentar e disponibilize a ração sempre nesse momento diariamente, criando assim uma rotina. Em torno de 30 minutos, a ração que não foi ingerida deve ser descartada. 

Rações para cachorro idoso

A partir dos 7 anos, seu cão já pode passar para um novo tipo de alimentação. A ração para cachorros idosos ou geriátricos é formulada com objetivo de atender às necessidades de um animal mais velho, que não tem mais tanta energia, e pode apresentar algumas alterações renais e deficiências minerais e vitamínicas. 

Sua formulação é composta por uma variedade de ácidos graxos essenciais e antioxidantes que, além de fortalecer o sistema imunológico, também atuam nas articulações, pele e pelos dos cães. A porcentagem de vitaminas pode estar mais presente e, muitas vezes, a quantidade de fósforo é menor, pois seu acúmulo na circulação passa a ser um problema para animais com deficiências na filtração renal. 

Rações especiais

Outro tipo de ração presente no mercado são as rações especiais. Formuladas visando às necessidades de animais com desordens metabólicas e fisiológicas, como insuficiência renal crônica, problemas gastrointestinais, alergias alimentares e com obesidade ou castrados. No entanto, essas rações devem ser oferecidas após indicação veterinária. 

A escolha da melhor ração para cachorro pode ser um desafio, mas conhecendo essas categorias de ração, pode ficar bem mais fácil. É importante lembrar que a troca de ração deve ser feita com cautela, realizando a introdução da nova ração junto à antiga gradualmente, até que o animal coma somente o novo alimento, o que deve demorar algumas semanas. A troca repentina de ração pode causar alterações gastrointestinais e desconforto abdominal, além de diarreia e vômitos.  

E aí? Vamos cuidar da saúde do seu cachorro? Faça seu cadastro! Nós te  lembramos de datas importantes de vacinação e medicação contra parasitas por e-mail e SMS. É rápido, prático e totalmente gratuito! 

Esse blogpost foi baseado em:

Composição nutricional das rações de cachorro

Valor nutricional dos tipos de ração para cachorros

FRANÇA, Janine et al. Avaliação de ingredientes convencionais e alternativos em rações de cães e gatos. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 40, n. 1, p. 222-231, 2011.

Portaria 3/2009 23/01/2009 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

Postado em
July 27, 2022
na categoria
Alimentação

Mais artigos em:

Alimentação

ver todos