A

lguns tutores se deparam com seu cão ou gato amuados, sem querer brincar e até sem apetite. Isso pode ser um sinal de uma contaminação por vermes: pequenos organismos parasitários que se desenvolvem dentro do corpo dos animais. Hora de descobrir mais sobre os vermes e saber como evitá-los!


O que são vermes

Os vermes são pequenos organismos, de diferentes tipos e formas, que se infestam no organismo de um cão ou gato e causam uma série de problemas. Por sua característica parasitária, o verme irá viver dentro do corpo do animal e se proliferar. Por isso, é importante diagnosticar e tratar rapidamente com a ajuda de um especialista! 

Esses parasitas ou protozoários, em alguns casos, chegam até a corrente sanguínea do animal por diferentes causas: desde a ingestão de um alimento ou fezes contaminadas com ovos de vermes até a pela picada de mosquitos, pulgas e carrapatos, por exemplo. Ainda assim, a via oral é a principal forma de contaminação por vermes.

Atente-se caso o seu pet frequente lugares com outros animais, como praças, praias e parques. Para evitar a contaminação, não permita que o pet coma as fezes de outros animais ou objetos e alimentos que estiverem em ambientes estranhos.

Infelizmente, a contaminação por vermes ainda é muito comum em cães e gatos de todas as idades, tamanhos e raças. A melhor aliada é a vermifugação: o uso de uma medicação específica que previne a proliferação de vermes. 

Importante: Mesmo com os vermífugos em dia, o seu pet ainda pode ter vermes. Por isso, faça check-ups frequentes com um veterinário para monitorar de pertinho a saúde do animal.

Vale lembrar que grande parte dos vermes são zoonóticos. Isso quer dizer que, caso um ser humano tenha contato com larvas ou ovos, também poderá ser infectado. Por isso, tome cuidado ao manusear objetos e alimentos de cães e gatos contaminados, tudo bem?


Sintomas de que o seu pet está com vermes


Você poderá identificar os principais sintomas de que o seu pet está com vermes observando o seu comportamento. Confira os sintomas mais comuns:

  • Perda de apetite e perda de peso
  • Presença de vermes nas fezes
  • Fezes mais escuras, com odor forte
  • Presença de sangue nas fezes
  • Apatia e desânimo
  • Vômitos e diarreia
  • Inchaço na região da barriga
  • Pelagem opaca e fraca
  • Gengiva mais pálida

Observe também se o seu cachorro ou gato começou a esfregar o bumbum no chão. Isso pode indicar uma certa coceira na região, com a possibilidade da presença de vermes no sistema intestinal.


Principais tipos de vermes


Existem alguns vermes que são mais comuns. O Guiavet consultou um especialista e trouxe os principais vermes que aparecem em cães e gatos:

  • Giárdia, protozoário que se aloja no intestino dos animais
  • Tênia, também conhecido como "verme chato", 
  • Verme do coração, mais comum em cachorros e também causador da Dirofilariose
  • Toxocaríase, muito comum em filhotes e cadelas prenhas
  • Ancilostomíase, também pode acontecer pela penetração do verme pela pele


Meu pet está com vermes e agora?


Vale lembrar que o melhor tratamento sempre será a prevenção! Mantenha o uso do vermífugo em dia para controlar eventuais proliferações de vermes em seus pets. Ainda assim, caso suspeite de alguns dos sintomas é hora de fazer uma consulta com um veterinário.


Dica: Como os vermes também podem acometer filhotes, faça esse acompanhamento desde cedo para evitar agravamentos futuros.


Na ocasião, o especialista poderá pedir diferentes exames: desde exames de sangue até sorológicos, além do exame de fezes. Alguns deles podem ser feitos em mais de uma etapa para maior eficácia e garantia de um diagnóstico correto.

Quando o tipo de verme que parasita o seu cão ou gato for identificado, o veterinário poderá sugerir os procedimentos adequados para o caso e por fim à contaminação. Geralmente, alguns medicamentos antiparasitários são recomendados e o tratamento é feito em alguns dias até que o animal esteja livre dessas companhias pra lá de indesejadas.



Qual o melhor vermífugo para dar para o seu pet?


Na hora de escolher o melhor medicamento para dar ao seu pet para o tratamento de vermes existem inúmeras opções. No mercado, é possível encontrar os vermífugos na forma de comprimidos ou na forma líquida. 

O Guiavet consultou um especialista, que recomenda que, para gatos, a melhor opção talvez seja um vermífugo líquido e até para alguns cães que não aceitam de jeito nenhum comprimidos. Observe se o seu pet tem alguma resistência em tomar os comprimidos antes de escolher, ok?

Na bula de cada vermífugo, você pode encontrar as instruções de como usar, já que a dosagem depende do peso do seu cão ou gato. Porém, se sentir dúvidas, o melhor é levar o seu pet em uma consulta veterinária para receber a instrução correta. Assim, você garante que a medicação será eficaz e fará efeito no organismo do animal.

Não dá nem pra contar com a ideia de não vermifugar o seu pet depois desse post, né? Como vimos, os vermes podem trazer vários problemas de saúde ao seu pet e toda prevenção e cuidado são necessários. Hora de conferir se o vermífugo tá em dia e planejar passeios mais seguros!


Tem alguma outra dúvida sobre a saúde do seu pet? Manda pra gente!


Postado em
January 9, 2022
na categoria
Saúde

Mais artigos em:

Saúde

ver todos