A

esporotricose é uma doença fúngica que acomete vários animais como cães, gatos, equinos e seres humanos. A apresentação mais comum é a cutânea com lesões ulceradas na pele, mas a doença pode acometer outros órgãos do organismo.


Como acontece a transmissão?

O fungo vive no solo e quando um desses animais entra em contato com o mesmo há o risco de contaminação. A contaminação acontece se a pele estiver previamente lesionada ou se ocorrer algum trauma através de farpas de madeira ou espinhos. Outra forma de transmissão é o contato direto com animais infectados através de arranhaduras ou mordeduras.



Os gatos são vilões?

Os gatos são animais que desenvolvem a doença com mais facilidade e, por estarem em contato frequente com os seres humanos, acabam sendo a fonte de transmissão mais comum no meio urbano. Entretanto, assim como para os seres humanos, também existe tratamento para os bichanos. O acompanhamento dos animais positivos deve ser iniciado mais precocemente possível e durante este período os animais devem ser mantidos isolados. Além disso, é importante frisar que a manipulação dos pets em tratamento deve ser realizada com luvas e óculos. Em geral, o tratamento é longo, mas, com dedicação e perseverança, é bem possível alcançar o sucesso!


Postado em
October 27, 2021
na categoria
Saúde

Mais artigos em:

Saúde

ver todos