A


música ''O Leãozinho'', de Caetano Veloso, é uma ótima maneira de identificar essa raça. Muito característico por sua pelagem, marcada por uma juba que mais parece com a um leão, o Chow Chow é um cachorro fiel, independente e lindo que só. O Guia Vet separou algumas informações pra você conhecer essa raça que ganhou o coração de muitos brasileiros. Vamos lá?


Origem


Alguns registros apontam que o Chow Chow surgiu na China há mais de dois mil anos, sendo uma das raças mais antigas do mundo. O cão, originalmente, era muito presente em rinhas e acompanhava humanos em caças. 

A aparência do Chow Chow logo chama a atenção por sua pelagem e rigor físico. A raça veio para o Ocidente após chamar a atenção do exército inglês e, desde então, se popularizou mundo afora como um cão independente, de personalidade forte e com um visual imponente e, ao mesmo tempo, muito fofo (vai dizer que você nunca quis apertar bem forte um Chow Chow?).

Lá na China, os tutores dos animais dessa raça frequentemente os submetiam a trabalhos de caça e tração. Isso fez com que eles adquirissem força e habilidades voltadas para a atenção, vigia e proteção, o que os tornam fiéis escudeiros de seus tutores.

Características físicas


O primeiro ponto que logo chama a atenção em relação ao Chow Chow é sua língua azul. Assim como o Shar Pei, essa raça possui coloração na língua característica que permite sua identificação de imediato.

Sua pelagem é uniforme e de apenas uma cor, não existindo cães com cores mescladas. É muito comum ver Chow Chows pretos, cinzas, caramelos, creme e marrom avermelhado. Como seus pelos são densos, é muito importante manter a escovação em dia para evitar nós. Assim, você garante maior conforto ao seu pet.

São cães de porte médio, podendo medir até 56 centímetros de altura. Possuem uma aparência robusta e são fortes, já que foram treinados em suas origens como cães de caça e tração. 


Personalidade

Muitos tutores têm dúvida se o Chow Chow é perigoso. A verdade é que, pela personalidade mais tímida e reservada, o animal não se dá muito bem com estranhos em um primeiro momento. Por isso, é muito importante o treinamento de socialização com o pet para que ele se habitue em conviver com as pessoas.

Por ser um animal independente, o Chow Chow não irá efetuar expressões de afeto. Por isso, é muito comum que os cães dessa raça não demonstrem carinho com frequência por seus tutores e que, na maioria das vezes, sejam mais “frios”.

Vale lembrar que isso depende da criação do pet e da personalidade individual, ok?

O Chow Chow é um cãozinho super dominante e territorialista, por isso gosta de mostrar quem manda no pedaço. É muito comum que ele seja mais indiferente à presença das pessoas e escolha um de seus tutores como seu “protegido”, sendo muito conhecido como o cão de um dono só ou cão “gato”.

A raça tende a ser mais distante e evita algumas demonstrações de carinho. Ah, e essa raça pode ser resistentes ao adestramento, mas é importante que o tutor persista que, aos poucos, vai conseguindo conquistar o peludo.


Curiosidades


  1. O Chow Chow está na lista de cães com a língua azulada, o que não é muito comum no universo pet.


  1. Embora pareça um verdadeiro ursinho de pelúcia, seu comportamento não é muito carinhoso e a raça tende a ser mais independente.


  1. O filhote de Chow Chow tem um comportamento tímido desde cedo, então é importante que seus tutores tentem socializar o animal sempre que possível.




Agora que você já conhece mais sobre o Chow Chow, podemos dizer que essa é uma raça super protetora, reservada e companheira ao seu tutor, certo? 


Ainda tem alguma dúvida sobre a raça? Manda pra gente!

Postado em
November 29, 2021
na categoria
Raças

Mais artigos em:

Raças

ver todos