S


em dúvidas, queremos dar muito amor e carinho para os nossos cães. Não tem como resistir a uma carinha de quem quer aquele chamego, né? É muito comum pegar os nossos pets no colo, fazer um carinho aqui, dar um beijo acolá. E não é segredo que o maior dever do tutor é amar o seu pet!


Você faz parte do clube de pessoas que amam dar carinho aos animais? O Guia Vet preparou um post pra decifrar uma dúvida muito comum entre os tutores: posso beijar meu cachorro?


Beijar meu cachorro faz mal?


Nossos cãezinhos ganharam nossos lares e hoje já são membros da família. O beijo é uma forma de representação de carinho universal e está presente no dia-a-dia de muitos tutores como um jeito de mimar o pet.


Mas esse é um assunto um tanto controverso. Alguns tutores acreditam que beijar o cachorro pode fazer mal à saúde, enquanto outros acreditam que a prática pode reafirmar laços com o cãozinho e até fazer bem para a saúde do animal.


Pesquisas apontam que beijar o cachorro pode, inclusive, auxiliar na saúde do tutor, ajudando a repor algumas “bactérias boas” no organismo humano, mas, por outro lado, existem alguns riscos de beijar o cachorro.


Então quer dizer que beijar os cães é uma prática saudável? A resposta é: depende! Vale frisar que o ato de beijar deve ser feito conscientemente e com cuidado, além de ser muito importante que tanto o cachorro quanto o tutor estejam saudáveis e livres de doenças.


Como o ato de beijar envolve muita proximidade, estar saudável é o primeiro passo para poder dar esse carinho ao seu pet sem riscos a você e a ele.


É importante lembrar que, nem sempre, o seu cãozinho irá interpretar o beijo como uma demonstração de afeto. Isso acontece, pois os peludos não sabem o que é o beijo, por isso podem até se assustar. Fique sempre de olho nas reações do animal quando tentar se aproximar.


Riscos de beijar o seu cachorro


A dúvida que fica no imaginário de muitos tutores é: beijar cachorro pega doença? Ao beijar o seu pet, o tutor está em contato com as bactérias do animal e vice-versa. Portanto, existe um risco de que algumas dessas bactérias sejam nocivas à saúde. 


Em situações específicas, como casos onde o tutor ou o pet tenham acabado de passar por algum caso que tenha baixado o seu sistema imunológico, o ideal é evitar! É importante não facilitar e considerar que esses riscos existem caso a saúde dos envolvidos no beijo esteja comprometida.


Há também o risco da transmissão de parasitas e zoonoses através do beijo. Essas doenças, caracterizadas como aquelas em que os animais podem transmitir para os humanos, podem acabar prejudicando a saúde do tutor.


Por isso, não se esqueça de manter o seu cão sempre vacinado, com os cuidados à saúde em dia e evite lambidas e beijos direto na boca do animal, cãobinado? Dessa forma, você evita riscos à sua saúde e à saúde do animal e pode esbanjar carinho por aí.

O ideal, portanto, é estar sempre de olho na saúde do seu pet! Como vimos, beijar o seu animal não traz risco algum, desde que ele esteja saudável e livre de doenças que podem ser transmitidas aos tutores.


Ah, e o contrário também é válido! Caso você esteja em alguma situação de saúde fragilizada, evite dar beijos em seu cachorro para não arriscar transmitir doenças para o pet e prejudicar sua saúde do mesmo.


Pra finalizar, não é segredo que nossos pets amam um carinho, né?! Então dá uma olhada aqui nesse post que te explicamos mais sobre os sinais que o seu bichinho está de bem com a vida e esbanjando felicidade!


Ficou com alguma dúvida? Manda pra gente!

Postado em
November 30, 2021
na categoria
Bem-estar

Mais artigos em:

Bem-estar

ver todos