M

uitos tutores costumam dar banho nos pets em casa. Mas às vezes, a falta de conhecimento pode causar problemas de saúde, como dermatites, otites etc. Hoje vamos falar um pouco sobre isso para que além de limpos e cheirosos, os cães e gatos continuem com a pele e pelos saudáveis.

A Escolha do Shampoo

Na pele existe uma camada, chamada de manto ácido, que tem por função proteger e hidratar a camada superior da pele. Quando tomamos banho, o manto ácido é retirado, mas para diminuir o impacto que nossa pele sentiria, os produtos utilizados (shampoos, sabonetes) possuem componentes que mimetizam a proteção e hidratação até que o manto ácido seja renovado. Tudo isso tem por base pH da pele (escala que determina acidez e alcalinidade). 

O pH da pele dos humanos varia de 4,7-5,75. Em cães e gatos o pH da pele varia de 6,2-7,5. Ou seja, o pH da pele humana é mais ácido do que de cães e gatos. Logo, a pele dos nossos pets é mais frágil do que a nossa. Por isso, não devemos usar produtos humanos neles, pois a pele ficará vulnerável a bactérias, fungos e parasitas, causando dermatites, ressecamento, coceiras e irritações.

Os tipos de shampoos que existe no mercado são:

  • A seco - bom para emergências, filhotes e até pets mais velhinhos
  • Antipulgas - quando o pet está com infestação de pulgas e carrapatos
  • Branqueadores - para animais de pelo claro
  • Hipoalergênico - para pets que sofrem de dermatites alérgicas
  • Neutro - serve para qualquer pelagem, de uma forma geral
  • Para pelos escuros - para que a tonalidade escura dure por mais tempo

O condicionador para animais é uma boa opção, principalmente para pets de pelos longos, mas pode ser aplicado em pelos curtos também. Sempre seguindo o mesmo raciocínio para os shampoos.

Hora do Banho

A hora do banho, na maioria dos casos, não é uma boa hora. Então tente tornar esse momento o menos estressante possível. Ofereça petiscos, converse com seu pet com tom positivo. Algumas dicas:

  1. Escolha um bom lugar: seja banheiro, quintal, bacia, tanque etc, tome cuidado para que seu pet não escorregue (e acabe se machucando) e não fuja.
  2. Toalha: deixe a toalha já próximo para que quando o banho finalizar, seja mais rápido o início da secagem.
  3. Água morna: a temperatura da água deve ser confortável para o cachorro, a morna é a melhor opção. Cuidado ao jogar água na cabeça do seu pet, para que ele não engasgue, principalmente os braquicefálicos (nariz achatado).
  4. Algodão hidrofóbico: é um tipo de algodão que não absorve a água. Ele pode ser colocado nos ouvidos do seu pet para que não entre água no ouvido dele. Mas mesmo com esse recurso, você precisa tomar bastante cuidado ao limpar a face do seu animalzinho, a água no ouvido pode causar otite (infecção no ouvido).
  5. Shampoo: usando o shampoo adequado para a pele e pelos do seu pet, massageie gentilmente cabeça, corpo, cauda, patas, não esquecendo dos espaços entre os dedos e as partes íntimas. Cuidado com os olhos do seu animalzinho nesse momento!
  6. Enxágue: você deve retirar bem todo o shampoo.
  7. Condicionador: utilize o condicionador adequado para a pele e pelos do seu pet, deixe agir por um tempo e repita o processo de enxágue.
  8. Secagem: se o seu animalzinho não gosta do som do secador, fique apenas na toalha, mas passe, pelo menos, duas toalhas para tirar o máximo de água possível dos pelos e da pele do seu pet. Se você conseguir usar o secador, deixe numa temperatura morna e na potência maior que conseguir.
  9. Escovação: é um momento muito importante, principalmente para pets de pelos longos que precisam ser bem desembaraçados, mas ajuda a espalhar óleos naturais da pele para os pelos até em pets de pelos curtos.

O Guia Vet pode te ajudar com os cuidados do seu pet, seja tirando dúvidas com uma veterinária e te lembrando datas importantes. Faça seu  cadastro no assistente virtual Guiavet. É rápido e prático!

Postado em
May 17, 2022
na categoria
Utilidades

Mais artigos em:

Utilidades

ver todos