Q

uando estamos doentes, é muito importante buscar orientação de um médico para que recebamos o tratamento. Quando você recebe a receita, compra o medicamento e segue (ou deveria) seguir as recomendações que o médico te passou corretamente. E quanto aos pets? Sim, os cuidados são os mesmos. Ao seguir exatamente medicamentos, doses e períodos, é possível obter os melhores resultados e até recuperação total. 

 

Medicamentos x Remédios

Ao pensar em medicamento e remédio, associamos que é a mesma coisa. Mas tecnicamente, medicamentos são produtos que a indústria farmacêutica estudou, testou e produziu, já os remédios são qualquer tratamento terapêutico, como chás. Ou seja, quando o seu pet está doente, ele vai precisar de remédios e medicamentos. 


Exames são realmente necessários para medicar?

Sim. Através dos exames, mesmo quando não se diagnostica diretamente qual é a doença, eles podem ajudar na exclusão de outras doenças. E mesmo que você pense que foi perda de tempo e dinheiro, na verdade te ajuda a gastar menos. Quando se faz um tratamento sem saber a doença, isso leva a usar mais e mais medicamentos, indo atrás de outros remédios que podem não dar resultados ou resultados ínfimos.


Claro que existe diagnóstico medicamentoso, ou seja, que envolve medicamentos sem muitos exames específicos. Mas isso ocorre, principalmente, em casos onde o tutor não possui uma condição financeira boa, e quando a anamnese e exame clínico já diminuem a lista de doenças possíveis.


No nosso blog temos um texto falando sobre check ups, falando da importância também dos exames. Vai lá saber mais sobre clicando aqui.


Tipos de medicamentos

Esses produtos podem ser divididos entre grupos e subgrupos, sendo que um único medicamento pode fazer parte de mais de um grupo: 

1) Anestésico Utilizados como contenção química e medicação pré anestésica; ex: Pentobarbital, Propofol, Tiopental.

2) Analgésico → Alivia a dor devido a doenças, lesões e após cirurgias; ex: Butorfanol, Dipirona, Meperidina.

3) Antialérgico → Ajuda em reações alérgicas; ex: Astemizol, Loratadina, Trimeprazina.

4) Antibiótico / Antisséptico Combate infecções bacterianas de forma sistêmica e tópica; ex: Amoxicilina, Clorexidina, Enrofloxacina.

5) Anti-inflamatório (não esteroidal ou esteroidal) → Ameniza os sintomas da inflamação (dor, vermelhidão, inchaço...); ex: Carprofeno, Dexametasona, Meloxicam.

6) Antifúngico → Atua contra problemas que envolvem fungos; ex: Anfotericina B, Cetoconazol, Itraconazol.

7) Antigalactogênico → Impede a produção de leite, em doenças como prenhez psicológica; ex: Bromocriptina, Metergolina (Sec Lac).

8) Antineoplásico → Adjuvante em tratamentos de neoplasias; ex: Cisplatina, Lomustina, Vimblastina.

9) Antipirético → Ajuda na redução da febre; ex: Cetoprofeno, Dipirona, Meloxicam.

10) Antitóxico → Adsorve toxinas e venenos no trato gastrintestinal; ex: Carvão ativado, Enterex, Hepatoxan.

11) Cardiovascular

  • Antiarrítmico → Utilizado em arritimias cardíacas; ex: Isoproterenol, Mexiletina, Procainamida.
  • Inotrópico → Colabora em tratamentos de patopatias cardíacas (insuficiência, hipertrofia...); ex: Carvedilol, Pimobendan, Propranolol.
  • Vascular → Pode ser usado como: vasodilatador,  ação hipotensora, auxiliar em choque hipovolêmico etc; ex: Captopril, Dopamina, Enalapril.

12) Comportamental → Utilizado em problemas como: coprofagia, estresse, adestramento; ex: Coprovet, Feliway, Pipi Dog.

13) Condroprotetor → Auxilia em tratamentos de alterações osteoarticulares; ex: Artrin, Condroitina, Meloxicam.

14) Dermatológico 

  • Cicatrizante → Colabora na cicatrização de feridas; ex: Crema 6 A, Regepil, Vetaglós. 
  • Estética → Usados para manter pelagem, dentes dos pets bonitos e saudáveis; ex: Shampoo, condicionador e escova de dentes próprios para pets.

15) Ectoparasiticida → Previne infestação por pulgas e carrapatos; ex: Comfortis, Nexgard, Seresto.

16) Endócrino 

  • Adrenolíticos → Utilizado principalmente em tratamento de tumores adrenais e hiperadrenocorticismo; ex: Mitotano, Trilostano.
  • Agonista dopaminérgico → Pode ser usado em disfunção cognitiva em cães idosos; ex: Bromocriptina, Selegilina.
  • Anticolesterolemia → Colabora em doenças relacionadas ao aumento do colesterol; ex: Ezetimiba, Fenofibrato, Ômega 3. 
  • Hipoglicêmico → Adjuvante em pacientes com diabetes melito; ex: Caninsulin, Glipizida.

17) Endoparasiticida → Previne e combate a infestação verminosa; ex: Endogard, Maxiverm, Natuverm.

18) Gastrointestinal

  • Antiácido → Controle e tratamento de úlceras gastrintestinais; ex: Gaviz, Omeprazol.
  • Antidiarreico → Usado em tratamento de doença inflamatória intestinal; ex: Intestin, Neomicina, Loperamida.
  • Antiemético → Ajuda no controle de vômitos; ex: Ondasetrona, Maropitant, Nausetrat.
  • Catártico → Auxilia na constipação; ex: Glicerina, Psyllium, Sorbitol.
  • Estimulante de apetite → Usado em doenças que tiram o apetite (erliquiose, babesiose, PIF); ex: Buclizina, Glicopan, Mirtazapina.
  • Hepatoprotetor → Protege fígado contra toxinas e estimula suas funções; ex: Hepatoz, Mercepton, Ornitil.
  • Inibidor de apetite → Auxilia na perda de peso; ex: Sbelt Dog.
  • Protetor gástrico → Alivia sintomas de inflamações e úlceras de esôfago e estômago; ex: Lansoprazol, Sucravet.

19) Hematológico 

  • Anticoagulantes → Usado em tratamento de trombose; ex: Estreptoquinase, Heparina.
  • Antiplaquetários → Inibição plaquetária para evitar coágulos; ex: Cilostazol, Clopidrogel, Dipiradamol.
  • Estimulante hematopoiético → Estimula produção de células do sangue; ex: Filgrastim, Hemolitan Gold.
  • Hemostático → Previne hemorragias; ex: Ergometrina, Estriol, Fitomenadiona.

20) Homeopático → Medicamento diluído que pode ser usado em qualquer tipo de doença (alzheimer nos pets, problemas cardíacos etc); ex: CardioSigo, Diasim, Pró-fígado.

21) Imunidade 

  • Imunoestimulantes → Aumentar defesa imunológica; ex: Glucana, Interferon, Timomodulina.
  • Imunossuprimidos → Auxilia no tratamento de doenças imunomediadas (atopia canina, anemia hemolítica etc); ex: Ciclosporina, Tracolimus.

22) Naturais 

  • Calmante → Diminui ansiedade, estresse, latidos constantes, lambedutas excessivas etc; ex: Anizen, Clamavet, Calminvet.
  • Fitoterápico → Auxilia em tratamentos oncológicos e de disfunção cognitiva; ex: Ginkgo Biloba, Viscum album. 
  • Florais → Diminui agressividade, agitação, ansiedade; ex: Animal Floral, Floral Quieta Totó.

23) Neurológico 

  • Ansiolítico → Tranquilizante; ex: Alprazolam, Clonazepam, Diazepam.
  • Anticonvulsivante → Evita episócios convulsivantes e epiléticos; ex: Fenobarbital, Gabapentina, Pentobarbital. 
  • Antidepressivo → Auxilia em tratamento de distúrbio comportamental; ex: Amitriptilina, Fluoxetina, Sertralina.
  • Antiespasmódico → Ajuda em dores e espasmos abdominais; ex: Algivet, Mebeverina, Pentazocina.
  • Relaxante muscular → Usado em dores musculares e para inibir contrações musculares; ex: Dantroleno, Metocarbamol, Tansulosina.

24) Oftalmológico

  • Antiglaucomatoso → Auxilia no controle da pressão intraocular; ex: Brimonidina, Maleato de Timolol, Pilocarpina.
  • Lágrimas artificiais → Previne problemas em glândulas lacrimais, melhora desconforto ocular, higieniza; ex: Allequa, Ciprovet, Optimmune.
  • Lubrificantes → Hidrata e previne lesões da superfície do olho; ex: Vet Fresh, Lacri.

25) Otológico → Usado para limpeza e tratamento de otites; ex: Ceruclean, Natalene, Osurnia.

26) Regenerador articular → Auxilia em tratamento de patologias articulares; ex: Certrophe, Condroitin.

27) Repelente → Permite que ambiente e pets fiquem livres de insetos; ex: Scalibor, Spray de Citronela, Tiper C.

28) Respiratório

  • Antitussígeno → Utilizado para aliviar tosse; ex: Codeína, Levodropropizina, Trimeprazine.
  • Broncodilatador → Auxilia em tratamento de bronquite, asma etc; ex: Albuterol, Salbutamol, Teofilina.
  • Descongestionante → Alivia congestão nasal; ex: Alumex, Pseudoefedrina.
  • Expectorante → Mucolítico em tratamento de problemas respiratórios; ex: Acetilcisteína, Bromexina, Tossicanis.

29) Sedativo → Utilizado, principalmente, em cirurgias; ex: Cetamina, Medetomidina.

30) Suplemento 

  • Aditivo → Auxilia no funcionamento do organismo; ex: Glicomax, Nutracell.
  • Antioxidante → Usado em tratamento de problemas e doenças inflamatórias; ex: Curcuvet, ômega 3, Vigor Comprimidos. 
  • Prebiótico → Componentes alimentares não-digeríveis que estimulam seletivamente o crescimento e atividade de populações bacterianas benéficas; ex: Bebeflora Vet, Cistimicin Vet.
  • Probiótico → Microrganismos vivos capazes de melhorar o equilíbrio microbiano intestinal; ex: Biocanis, Micro Lac, Probsil.

31) Urinário 

  • Acidificante urinário → Previne e trata cálculo de estruvita, acelera eliminação de toxinas; ex: Cloreto de Amônio, Racemetionina.
  • Diurético → Aumenta volume urinário e elimina eletrólitos; ex: Furosemida, Manitol; Sorbitol.
  • Inibidor enzimático → Previne formação de cálculos; ex: Alopurinol, Cloranfenicol, Fenilbutazona.

32) Vacinas → Prevenção de doenças causadas por vírus, bactérias e protozoários; ex: V8, V10, V11, V3, V4, V5, anti-rábica.


Além desses grupos e subgrupos, existem as formas que os medicamentos podem ser encontrados também: 

  • Comprimido
  • Cápsula
  • Líquido/suspensão
  • Injetável
  • Ampolas 


As formas serão usadas dependendo de qual doença é, qual o objetivo do tratamento, o que o pet vai aceitar melhor.


Meu pet vai precisar de remédio/medicamento 

Quando seu pet adoece e o veterinário prescreve todo o tratamento, aqui estão algumas dicas para você:

  • Siga as orientações do seu veterinário: esses profissionais possuem o conhecimento para tratar seu pet, seguindo suas instruções, o tratamento acontecerá de maneira mais rápida e eficiente; 
  • Não pare o tratamento antes: mesmo que seu bichinho aparente estar recuperado, o período prescrito deve ser mantido, pois as doenças podem se manter mesmo após regressão dos sintomas; 
  • Siga os horários da medicação: cada medicação fica no organismo por um certo período de tempo, por isso você vê que alguns podem ser dados apenas uma vez ao dia, outros a cada 6h. Respeitando os horários, o medicamento sempre estará presente no organismo fazendo o seu papel, tornando o tratamento ainda mais eficaz
  • Você sempre poderá contar com o GuiaVet para monitorar de pertinho a saúde do seu melhor amigo. 


Cadastre o seu pet agora mesmo e receba notificações para controle das datas de vermífugos, vacinas e outros medicamentos para deixar a saúde do seu pet em dia!


Postado em
March 7, 2022
na categoria
Utilidades

Mais artigos em:

Utilidades

ver todos